Flamengo cobra explicações da CBF sobre sorteio da Copa do Brasil

A diretoria do Flamengo está revoltada com a mudança de mando de campo no sorteio da Copa do Brasil, realizado nesta terça-feira, e contesta a CBF sobre os supostos critérios adotados.

Ao clube, até agora, foi explicado que quando dois times da mesma cidade estão em sorteio na chave, o último a ser sorteado, no caso do Flamengo, tem o mando invertido. O Fluminense saiu primeiro. Assim, o Flamengo enfrentaria o Athletico-PR no Maracanã no primeiro jogo e a volta em Curitiba. Enquanto o Fluminense decide contra o Fortaleza em casa.

O presidente Rodolfo Landim cobra que a CBF explique se o critério está em algum regulamento, pois o Flamengo não foi informado sobre isso antes do sorteio. No aeroporto, enquanto embarcava com o time para o jogo com o Juventude, esbravejou: "O critério é para prejudicar meu time? Por que não inverte o Fluminense?”, disse.

Cacau Cotta, diretor de relações externas do Flamengo, está na sede da CBF e aguarda satisfação do diretor de competições da entidade sobre o assunto. Não há limitação do Maracanã para jogos seguidos de Fla e Flu, que aconteceriam nos dias 27 e 28 de julho, em função do gramado.

Segundo informações vindas da CBF, o regulamento de competições prevê que, por questão de segurança, a recomendação é que jogo na mesma praça não aconteça na mesma semana. Mas o Flamengo alega que essa informação não está em nenhum dos regulamentos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos