Flamengo deve reemprestar Muralha ao Coritiba; Rômulo volta mas não joga o Estadual

Diogo Dantas

Os dois jogadores mais caros emprestados pelo Flamengo em 2019 deveriam retornar ao clube em janeiro, mas não fazem parte dos planos. Trata-se do goleiro Alex Muralha e do volante Rômulo, cedidos a Coritiba e Grêmio, respectivamente.

O goleiro teve participação de destaque no acesso da equipe paranaense à Série A, e outros clubes da divisão de elite já sinalizaram interesse ao Flamengo para contar com o jogador. A ideia é emprestá-lo ao Coritiba por mais um ano, até o fim do contrato, em dezembro de 2020.

O entrave salarial seria novamente superado com o Flamengo pagando parte dos vencimentos, mas o Coritiba deve assumir a quantia. Depois de algumas conversas, a diretoria rubro-negra trata a manutenção de Muralha emprestado como certa.

No caso de Rômulo, cujo vínculo se encerra no mesmo momento, ainda não apareceram interessados. Por isso, o jogador se reapresenta no dia 7 de janeiro para treinamento. E ficará no aguardo de um destino. A sua inscrição no Estadual está descartada.

O Grêmio havia sinalizado inicialmente o interesse na renovação do empréstimo, mas Rômulo acabou o ano com uma avaliação ruim e foi visto também como um atleta caro e que deu pouco retorno em campo.

O Flamengo já emprestou o lateral-direito Rodinei ao Internacional, e com isso deu início a uma espécie de enxugamento da folha salarial com a saída de atletas mais caros, além de pouco utilizados e mal avaliados tecnicamente.