Flamengo encara o Atlético-MG com Ceni a perigo e esperança em Arrascaeta

·3 minuto de leitura

Postulantes ao título, Flamengo e Atlético-MG se encontram hoje 19h pela primeira vez no Brasileiro com aproveitamentos semelhantes e no mesmo ponto da curva. Do lado rubro-negro, ela apresenta viéis de queda, com três derrotas nos últimos cinco jogos, que colocam o trabalho do técnico Rogério Ceni mais uma vez em xeque. Do lado atleticano, a curva é de subida, com duas vitórias seguidas, mas desempenho separado por apenas um ponto a mais na mesma sequência que o rival. A diferença é que o Flamengo, na décima posição, tem quatro vitórias e três derrotas em sete jogos, dois a menos que o Atlético-MG, que é o quarto colocado. Mas com cinco vitórias em nove partidas, um empate e as mesmas três derrotas.

Os números não são o único ponto em comum. Os clubes também se lamentam pelo excesso de desfalques por lesão em meio à disputa de três competições, e as ausências recentes pelas convocações para a Copa América. Haverá no time mineiro o retorno de Vargas, que estava com o Chile, mas o técnico Cuca não terá o meia Nacho Fernández, o lateral Dodô e os atacante Keno e o goleiro Rafael, todos machucados. O volante Alan Franco volta na quinta-feira após ser eliminado com o Equador.

Do lado carioca, Ceni relacionou Piris, Isla e De Arrascaeta, que retornaram do torneio entre seleções na segunda-feira. Os dois últimos, voltam como titulares. Mas o Flamengo não terá Diego, machucado, e Gabigol e Éverton Ribeiro, ainda com a seleção brasileira. O que significa uma justificativa a mais para o desempenho sob o comando de Rogério Ceni. Apenas quando tiver a força máxima à disposição até as oitavas de final da Libertadores, dia 14, contra o Defensa y Justicia, o treinador passará a correr risco real de ser demitido. Até lá, haverá respaldo da diretoria, que entende que o período turbulento é circunstancial, sobretudo pelos dois jogos a menos no Brasileiro e as convocações.

A grande esperança é no retorno de Arrascaeta. O uruguaio não participou tão ativamente da Copa América e retorna em boa forma. Justamente quando o Flamengo não tem mais Gerson, vendido, e Diego, que se machucou há duas partidas. O setor criativo ficou refém de Michael e Vitinho, que não conseguiram dar o padrão de qualidade que a equipe tinha até então. Com isso, as atuações passaram a cair de nível. E Rogério Ceni acabou pressionado tanto pelos jogadores como pela torcida a fazer modificações que pouco treinou. O técnico se sente isolado e insatisfeito com a falta de proteção explícita da diretoria, e o desgaste pode crescer em caso de nova derrota.

A solução de Ceni para a escassez de recursos no elenco tem sido manter uma base da equipe e evitar tantas mexidas, já que as opções não são fartas nem da mesma qualidade. Os pedidos de reforços à diretoria têm sido em vão, o que mina ainda mais a relação. E hoje, o frágil sistema defensivo ainda encara a força do atacante Hulk, que vive boa fase, com 20 participações em gols em 28 jogos pelo Atlético-MG. E é um dos atacante que mais finaliza no gol no campeonato, junto com Bruno Henrique.

Ao menos, Hulk não terá Nacho para pensar o jogo para suas conclusões. Apesar dos desfalques, é um teste de fogo para a defesa rubro-negra, sobretudo por seu histórico recente de problemas. Desta vez, o Flamengo não poupou ninguém da viagem e a expectativa é que não preserve nenhum titular do clássico nacional. Deixe para fazer isso na próxima partida, contra a Chapecoense, no domingo.

Será o último jogo antes do fim da Copa América e às vésperas da volta da Libertadores. Por isso, vencer o Atlético-MG servirá também para acalmar o ambiente antes de voltar o foco para a competição mais importante da temporada. O mês de agosto se avizinha e a intenção do clube é ir ao mercado para tentar alguma contratação nesta janela de transferência .

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos