Flamengo espera lucrar quase R$ 40 milhões com venda de Marí

Diogo Dantas

O time campeão da Libertadores e do Brasileiro perdeu seu primeiro titular para 2020. Agressivo nas contratações, o Flamengo foi surpreendido pela proposta do Arsenal pelo zagueiro Pablo Marí, que chegou ontem à Inglaterra para assinar contrato com o clube inglês. Ele desembarcou ao lado do brasileiro Edu Gaspar, coordenador técnico da equipe inglesa.

A oferta de compra dos 100% de direitos econômicos por cerca de R$ 46 milhões, com manutenção de 40% em caso de revenda, foi considerada irrecusável pela diretoria rubro-negra e pelo atleta, que não pensou duas vezes em voltar à Europa e disputar a Premier League. A maior proximidade com a família também foi levada em consideração.

O espanhol custou ao Flamengo apenas R$ 5,3 milhões no ano passado, quando estava ligado ao Manchester City. Além disso foi pago R$ 2 milhões em comissões para o agente Arturo Canales, que encabeça a operação novamente. A multa do jogador era de 30 milhões de euros. O desfecho depende apenas de exames médicos e formalização da proposta com troca de documentos.

 

Para o lugar de Marí, o Flamengo tenta a contratação de Léo Pereira, do Athletico-PR, alvo antigo do clube. Vale lembrar que Gustavo Henrique chegou este ano para disputar posição com o espanhol no setor.

No caso de Léo Pereira, já há acerto no salário e no contrato de cinco anos. Resta apenas o aval do clube paranaense para a venda de 75% dos direitos econômicos por R$ 27 milhões — 6 milhões de euros. A intenção do Athletico era arrecadar R$ 37 milhões por 100% dos direitos — 8 milhões de euros.

O Flamengo ainda tem em seu plantel os zagueiros Rodrigo Caio, Matheus Thuler, Matheus Dantas, Rafael Santos e Gustavo Henrique.

A baixa na defesa e a necessidade de reposição dias antes da reapresentação do elenco principal deixou o ambiente agitado no departamento de futebol. A poucos dias do fechamento da janela de transferência internacional, a diretoria controlava o assédio a alguns jogadores, como Gabigol e Bruno Henrique, e também planejava uma agenda de valorização destes e de outros campeões.

Em outra frente, com as cinco contratações até agora — Pedro Rocha, Gustavo Henrique, Michael, Thiago Maia e Pedro — a ideia era ouvir propostas por atletas que ficariam para o fim da fila, casos de Piris da Motta e Berrío. O primeiro tem boas chances de ser vendido para o América -MEX depois da retomada das negociações nos últimos dias. O valor pago pelo paraguaio, R$ 26 milhões, ainda não é o ofertado.

O atacante, por sua vez, tem contrato até o fim do ano, e a ideia é negociá-lo logo. Mesmo assim, as propostas que chegaram ainda não agradaram, já que o objetivo é recuperar o investimento de R$ 16 milhões.

A expectativa para a reapresentação do elenco principal amanhã aumenta ainda mais depois da saída de Pablo Marí. A presença de Gabigol é incerta, já que o Flamengo não fechou a compra junto à Inter de Milão depois de ter se acertado com o atleta. A pedida de 20 milhões de euros por 80% dos direitos econômicos tentou ser reduzida, mas é provável que o clube ceda.