Flamengo faz inferno na defesa do Atlético-MG e avança às quartas de final da Copa do Brasil

Conforme profetizado por Gabigol, o Atlético-MG conheceu o que é o inferno em campo que o Flamengo pode proporcionar no Maracanã. Diante de quase 70 mil rubro-negros, que montaram mosaico com a frase "Bem-vindos ao Inferno", a equipe reverteu a vantagem no jogo de ida, fez 2 a 0 nos pés do magistral Arrascaeta, e avançou às quartas de final da Copa do Brasil. Foram 90 minutos de pressão, bom jogo coletivo e atuações individuais acima da média. Ainda haverá sorteio para o adversário da próxima fase ser conhecido, entre Corinthians, Athletico-PR, Atlético-GO, Fortaleza e Fluminense. Nesta quinta, ainda jogam Palmeiras e São Paulo e Botafogo e América-MG.

O primeiro tempo rubro-negro foi primoroso. Armado com a mesmo equipe que aplicou sonora goleada na Libertadores, o Flamengo amassou o Atlético-MG. A intensidade na marcação na saída de bola fez o time se manter no ataque o tempo todo. Com um losango no meio e dois atacantes, Éverton Ribeiro e Arrascaeta tinham liberdade para flutuar centralizados e abertos. Gabigol também aproveitava a presença de Pedro para se movimentar. E assim se abriam os espaços, com apoio de Filipe Luís e Rodinei na construção. Pela direita, Arrascaeta parou em Everson na primeira grande chance.

Recuado, o time mineiro tentava sair das cordas, mas a defesa do Flamengo também neutralizava todas as investidas, com grande atuação de David Luiz na marcação a Hulk. Nacho também não se criou diante de João Gomes e Thiago Maia. Faltava o Flamengo transformar o volume ofensivo em gol. No fim do primeiro tempo, Arrascaeta não perdoou. Recebeu de Pedro, que fez o pivô com perfeição, e deu assistência para o uruguaio abrir o placar na saída de Everson.

O Flamengo seguiu melhor na etapa final na busca pelo gol que lhe daria a classificação. Desta vez na bola aérea, Pedro desvico falta cobrada por Ribeiro, e Arrascaeta completou na segunda trave. O árbitro de vídeo analisou o lance e validou, já que Everson defendeu quase sobre a linha. No lance, o zagueiro Junior Alonso errou a saída de bola. Mais tarde, ainda foi expulso. O Flamengo ficou mais próximo de ampliar, mas fez a festa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos