Flamengo pode chegar à décima quarta final em três anos e encaminhar reeleição de Landim

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Se empatar ou perder para o Barcelona por só um gol nesta quarta-feira pela semifinal Libertadores no Equador, o Flamengo chegarà à décima quarta decisão de um torneio eliminatório desde 2019.

A impressionante marca obtida na gestão do presidente Rodolfo Landim tem tudo para encaminhar a reeleição do atual mandatário, candidato para o pleito do fim do ano, para o próximo triênio.

E o motivo é simples: além das pesquisas que já apontam o favoritismo de Landim dentro do clube, seus possíveis adversários têm tido dificuldades para a formação das chapas, que precisam ser inscritas até esta quinta-feira.

Além de Landim, Marco Aurélio Assef é o outro candidato que já registrou sua chapa, com no mínimo 260 nomes. Ricardo Hinrichsen e Walter Monteiro ainda não conseguiram a marca, e são auxiliados pelo grupo SOFLA.

A primeira pesquisa de intenção de votos, publicada pelo site Coluna do Flamengo, aponta Rodolfo Landim em primeiro com 70,1%, Marco Aurélio Asseff em segundo com 16,87%, seguido por Walter Monteiro com 10,27% e Ricardo Hinrichsen com 2,69%, respectivamente.

O segundo colocado precisa de ao menos 20% dos votos para que tenha 12 cadeiras no Conselho de Administração e 40 no Conselho Deliberativo. No Conselho de Administração, a chapa de Landim terá como candidato Luiz Eduardo Baptista, o Bap, atual vice de relações externas.

Outro ponto que dificulta a derrota de Landim com mais uma final de Libertadores é que qualquer crítica à atual gestão que pegue carona no momento do futebol não terá muito embasamento. Depois de mais de um ano sem público, o Flamengo conseguiu fechar o orçamento com venda de atletas, contratou, e seguiu forte em campo nas principais competições.

A final do torneio sul-americano será no dia 27 de novembro, em Montevidéu. A eleição será no primeiro decêndio de dezembro, ou seja, os primeiros dez dias do último mês do ano.

Desde a temporada 2018, o Flamengo disputou um total de 13 decisões em mata-mata e foi campeão em 11 delas, um aproveitamento de 84%. Nas últimas três temporadas, as únicas vezes que o clube chegou à final e não ficou com o título foram no Mundial de Clubes de 2019 e na Taça Rio de 2020.

As finais do Flamengo desde 2019:

Flórida Cup: 2019

Taça Guanabara: 2020, 2021,

Taça Rio: 2019, 2020

Estadual: 2019, 2020, 2021

Libertadores: 2019

Supercopa do Brasil: 2020, 2021

Recopa Sul-Americana: 2020

Mundial de Clubes: 2019

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos