Flamengo quitou mais de R$ 1 bilhão em dívidas desde 2013, aponta balanço financeiro

O Globo
·1 minuto de leitura

Ao divulgar o balanço financeiro referente a temporada 2020 no portal de transparência, o Flamengo atingiu um número relevante relacionado ao pagamento de dívidas. De acordo com o documento, entre 2013 e 2020, o Rubro-Negro já pagou mais de R$ 1 bilhão em débitos.

Os números estão relacionados às gestões do ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello e do atual mandatário, Rodolfo Landim. Ao todo, o Flamengo pagou R$ 1,06 bilhão, sendo R$ 876 milhões sob o comando de Bandeira e R$ 184 milhões na direção de Landim.

Confira os números:

2013: R$ 136 milhões – Gestão de Eduardo Bandeira2014: R$ 141 milhões – Gestão de Eduardo Bandeira2015: R$ 149 milhões – Gestão de Eduardo Bandeira2016: R$ 200 milhões – Gestão de Eduardo Bandeira2017: R$ 143 milhões – Gestão de Eduardo Bandeira2018: R$ 107 milhões – Gestão de Eduardo Bandeira2019: R$ 117 milhões – Gestão de Rodolfo Landim2020: R$ 67 milhões – Gestão de Rodolfo LandimTotal: R$ 1,06 bilhão

Cabe destacar também que, relacionado a receita, o Flamengo teve o maior faturamento da história rubro-negra, arrecadando R$ 950 milhões, em 2019, com Rodolfo Landim. Os números superam os R$ 649 milhões em 2017, na gestão Bandeira.

Para a atual temporada, o Flamengo aprovou o orçamento e projeta arrecadar R$ 406 milhões em direitos de transmissão, R$ 171 milhões em patrocínios, R$ 100 milhões em bilheteria, R$ 73 milhões no sócio torcedor, além de R$ 168 milhões em transferências de atletas e mais R$ 36 milhões em Social e outras.