Flamengo terá percentual em futura venda e saída de Gerson ao Olympique fica mais próxima

·1 minuto de leitura

A saída de Gerson do Flamengo se costura a cada dia. O clube teve uma das principais exigências atendidas pelo Olympique de Marselha na negociação pela compra do meio-campo.

O percentual que os cariocas exigem manter para liberar o jogador não gerou resistência entre os franceses. A ideia é que seja um valor relevante, de até 20%.

A estratégia rubro-negra é segurar parte dos direitos econômicos para o caso de Gerson ser negociado para uma equipe de primeira linha da Europa, como o próprio PSG.

Os contatos envolvem os clubes e agora os representantes de Gerson. Marcão, seu pai, já negocia salário e luvas.

Vale lembrar que, por contrato, o Flamengo precisa repassar 10% da venda de Gerson para a Roma, seu ex-clube.

O valor da proposta também está em conversas entre os clubes. O Olympique sinalizou com 25 milhões de euros (R$ 160 milhões), mas o Flamengo quer bonificações que aumentem essa quantia com o tempo.

A diretoria trata a saída como uma possibilidade real, mas evita cravar que o desfecho vá acontecer.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos