Flamengo vence com gol 100 de Gabigol, mas arbitragem rouba cena com erro contra o Bahia

·3 min de leitura

No jogo que marcou o centésimo gol de Gabigol com a camisa do Flamengo, o assunto foi mais uma vez a arbitragem do Campeonato Brasileiro. A vitória de 3 a 0 sobre o Bahia com apenas três titulares veio com um pênalti inexistente marcado pelo juiz Vinícius Araújo, que não mudou a decisão mesmo assistindo ao vídeo que mostra a bola batendo no peito do zagueiro Conti. Mas o Flamengo foi melhor, dominou e ampliou com Michael e Andreas.

Depois de fazer pressão sobre a CBF por erros contra si nas últimas rodadas, o Flamengo acabou beneficiado no início. O resultado manteve a distância para o líder Atlético-MG em 11 pontos, com um jogo a menos, a oito jogos do fim do torneio.

As boas notícias além da marca do artilheiro do Flamengo foram as boas atuações dos outros dois titulares, David Luiz e Andreas. O zagueiro voltou ao time titular e deu segurança defensiva, com boa marcação e passes certos. O meia sobrou no segundo tempo.

Com uma equipe mista para priorizar a final da Libertadores, a criação do Flamengo foi na base dos cruzamentos de Ramon e Rodinei na etapa inicial. Faltou entrosamento e ritmo de jogo para a maioria dos atletas. Em bola levantada, Diego, que voltou muito mal, tentou uma bicicleta e o pênalti foi marcado.

"Desde que cheguei no Flamengo minha vida tem acontecido fatos históricos. Cem gols é inimaginável. Agradeço a Deus, meus amigos, que me ajudam na luta diária, no meu trabalho invisível. Dedico aos meus companheiros. Estou muito feliz", disse Gabigol no intervalo.

O presidente do Bahia, Guilherme Belintani, se manifestou sobre o erro a favor do Flamengo.

"O futebol brasileiro virou um escândalo, um assalto, um absurdo. Fechem as portas. Terceiro jogo seguido com erro afrontoso contra o Bahia. Vergonhoso, indisfarçável. Querem rebaixar o Bahia? Eu imagino porque. Mas não vão conseguir", disse o dirigente.

No estádio, os jogadores do Bahia quase não voltaram para o segundo tempo. O clue reclamou também no Twitter, com mensagens em tom de ironia.

"Ameaçamos não voltar pro segundo tempo. Mas abandonar o jogo não é coisa desse clube aqui. A gente não quer favorecimento, apenas arbitragens justas.", postou.

No segundo tempo, com um jogador a mais, pois o Bahia teve um expulso corretamente, o Flamengo teve mais volume ofensivo, e o jogo foi mais aberto. Com chances para os dois lados. Michael entrou no lugar de Kenedy, que sofreu uma pancada no tornozelo. E o time ganhou em velocidade. Em poucos minutos, Michael ampliou em passe de Vitinho.

Mas o jogo seguia em clima tenso. Em lance na defesa do Flamengo, Rossi acertou o rosto de Diego, que revidou com um esganamento. O árbitro foi ao vídeo e expulsou os dois. Com os ânimos exaltados e o placar a favor, Renato Gaúcho tirou David Luiz para a entrada de Bruno Viana. E Bruno Henrique jogou alguns minutos. No fim, Andreas fez bela jogada individual para coroar a boa atuação com um golaço.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos