Flamengo vence o Atlético-GO em noite de brilho de Michael

·1 min de leitura

RIO - O segundo momento mais bonito no Maracanã foi quando, no intervalo da partida entre Flamengo e Atlético-GO, o telão do estádio mostrou a cantora Marília Mendonça, que faleceu ontem vítima de um acidente aéreo, cantando a música “Não Aprendi Dizer Adeus”. O primeiro foi o segundo gol de Michael, que remeteu aos melhores momentos de 2019 do rubro-negro. A troca de passes envolvente, a tabela com Gabigol e a finalização certeira foram de emocionar o torcedor saudoso de um futebol que nos últimos jogos pareceu tão distante.

A vitória de 2 a 0 mantém o Flamengo na briga pelo título brasileiro. A diferença para o Atlético-MG, líder, caiu para nove pontos, e os cariocas ainda têm um jogo a menos que o Galo. Mais importante do que isso, porém, é o time dissipar a nuvem de desconfiança que paira sobre Renato Gaúcho, sobre a capacidade da equipe voltar a jogar bem a ponto de bater o Palmeiras em Montevidéu e se tornar tricampeã da Libertadores.

Além de Michael, que também abriu o placar, na primeira etapa, outro bom nome no Maracanã foi David Luiz. O zagueiro, que retornou de lesão e busca maior ritmo e entrosamento com Rodrigo Caio até a decisão da Libertadores, teve boa atuação e festejou a estreia em Brasileiros.

— Sem dúvida, é satisfação. Jogar e se machucar no segundo jogo é ruim. Estava com expectativa. Hoje agradeço ao departamento médico, tive todo o carinho. Não é fácil, ainda mais quando as pessoas apontam que os médicos não fazem um bom trabalho. Mas fazem sim. Estreei no Brasileiro e saímos com a vitória — destacou o zagueiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos