Flamenguista baleado no Uruguai é barrado no retorno ao Brasil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Torcedor atingido por tiro na perna esquerda ganhou passagem de Arrascaeta, mas sua condição médica impediu o voo. Foto (Reprodução/Redes Sociais)
Torcedor atingido por tiro na perna esquerda ganhou passagem de Arrascaeta, mas sua condição médica impediu o voo. Foto (Reprodução/Redes Sociais)

O torcedor do Flamengo Douglas Hassel Sales, atingido por um tiro no Uruguai após a final da Copa Libertadores da América, foi barrado no Aeroporto de Carrasco, região metropolitana de Montevidéu, quando tentava retornar ao Brasil.

Douglas, que teve auxílio financeiro através de uma vaquinha e do meia Arrascaeta para a compra da passagem de volta, chegou ao aeroporto às 23h40 da última terça-feira (30) com antecedência para seu embarque, programado para 1h40 da manhã. Funcionários da GOL, companhia aérea que traria o torcedor de volta ao Brasil, quando foram informados do seu estado de saúde, disseram que não seria possível realizar o embarque.

Leia também:

Hassel relatou o que aconteceu com ele no aeroporto do país vizinho: "Cheguei de ambulância e então os enfermeiros tiveram que comunicar alguém para arrumar uma maca ou cadeira de rodas para eu conseguir chegar até o avião. Eles (funcionários da empresa aérea) pediram a situação do paciente e (os enfermeiros) falaram que estava baleado, aí começaram a implicar e destratar".

O médico que tratou de Douglas emitiu um laudo que autorizava o embarque em voo direto, na classe executiva e com a condição de que uma ambulância o atendesse assim que chegasse ao Brasil. Mesmo assim, o pedido não foi atendido pela GOL, que não liberou o embarque.

Hassel e seu acompanhante retornaram ao hospital que foi atendido e aguardam um desfecho.

A vítima havia saído para comer com outros torcedores flamenguistas em um restaurante após a final e, quando deixava o local, foi baleado. A polícia ainda investiga as razões para o ataque, mas descarta que tenha sido feito em briga de torcidas brasileiras.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos