Flavia Viana fala sobre aborto espontâneo: 'A dor da perda é surreal'

Flávia Viana sofreu um aborto espontâneo na última quinta-feira (27) (reprodução / instagram @flavia_viana)
Flávia Viana sofreu um aborto espontâneo na última quinta-feira (27) (reprodução / instagram @flavia_viana)

Flávia Viana usou as redes sociais para falar pela primeira vez sobre o aborto espontâneo que sofreu na quinta-feira (27).

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Procurei uma forma de entender, até para poder conversar sobre o assunto. Tem coisas que a gente não entende e não adianta perguntar o por quê. Não vai entender. E sempre foi assim na minha vida, respeito muito a vontade de Deus, mesmo sem entender. Confio muito em Deus. Isso não quer dizer que não fique triste. É devastador você fazer planos e sonhar com uma coisa tão linda. Uma coisa que sonhamos tanto e de repente... Tenho certeza que Deus sabe o que faz, sabe o que tira e sabe o que traz. Sou grata por ter sido escolhida para ser mãe desse neném por essas 10 semanas”, disse a ainfluencer.

Leia também:

Pai presente

Flávia também contou que o suporte de Marcelo Zangrandi, seu marido e pai da criança, foi fundamental. “Marcelo foi um super pai, super parceiro, não teria conseguido passar por essa sem ele do lado o tempo inteiro me dando força, carinho e em todo momento com a certeza que a nossa família, independente do que aconteceu, ela já está completa. Ela já é uma família. Agora vamos construí-la novamente com as mãos de Deus.

Procedimentos médicos

A artista e sua médica decidiram adiar a cirurgia que regularmente é realizada após um aborto. “Existem duas formas: a cirurgia de aspiração, que é diferente da curetagem, e uma forma natural do ovário expelir (o conteúdo do útero) e essa é a melhor forma de recuperação, de tudo. Toda cirurgia tem seu risco, assim como deixar meu organismo processar isso também tem um risco. Então ela vai me avaliando semanalmente para evitar o risco de infecção. Se o meu ovário não expelir todo o conteúdo vou ter que entrar em cirurgia para aspirar o restante. Mas, agora, optamos por esperar e ver como meu organismo reage”.

Reconstrução

Após os primeiros momentos da notícia, Flávia se apegou à sua fé. “Quando a gente recebeu a notícia ficamos muito transtornados. A dor da perda é surreal e não tem tamanho. Depois, pensando com mais tranquilidade chegamos nessa condição. Deixa Deus agir e vamos obedecer porque é para o bem, ele nunca faz algo para o nosso mal. Se temos a certeza que ele está no controle da nossa vida, não tem o que temer. Ficamos infinitamente triste, mas com a certeza que algo bem lindo Deus já tem preparado para a gente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos