Flávio Dino é cotado para indicação de Lula ao STF

Flávio Dino (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Flávio Dino (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ex-governador do Maranhão e senador eleito Flávio Dino (PSB) é mencionado como um dos possíveis nomes a serem indicados pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Durante o mandato, o petista terá direito a duas indicações, uma para a vaga de Ricardo Lewandowski, que completa 75 anos em maio de 2023, e outra para a de Rosa Weber, que faz a mesma idade em outubro do próximo ano.

Professor de direito e ex-juiz, Dino também é especulado para ser ministro da Justiça de Lula, segundo informações do site Poder360.

Em setembro, durante a campanha, o petista indicou que traria o ex-gestor do Maranhão para seu eventual governo: “Ele será eleito senador, mas não será senador por muito tempo”, disse em comício realizado em São Luís (MA).

Caso deixe o senado, a vaga de Dino será ocupada pela enfermeira Ana Paula Lobato (PSB), 1ª suplente eleita. Atualmente, ela é vice-prefeita de Pinheiro, cidade maranhense com 83 mil habitantes que fica a 122 quilômetros da capital do estado.

A 2ª suplente de Flávio é Lourdinha (PCdoB), vereadora do município de Coroatá, município distante 230 quilômetros de São Luís.

Enquanto governador, Dino foi um dos principais opositores ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), principalmente na gestão da pandemia de Covid-19. Em uma de suas tradicionais lives, o chefe do Executivo se referiu ao gestor maranhense como “comunista gordo”.

Antes da carreira política, o senador eleito foi juiz federal da 1ª Região (TRF-1 de Brasília) entre 1994 a 2006. Depois, se filiou ao PCdoB e foi eleito deputado federal. Tentou o governo em 2010, mas foi derrotado por Roseana Sarney (MDB). Foi eleito para o executivo estadual em 2014 e reeleito em 2018. Em 2021, trocou o PCdoB pelo PSB.