Flávio, Eduardo e Carlos Bolsonaro podem ter sido hackeados; PF investiga

Filhos do presidente Jair Bolsonaro podem ter tido seus celulares hackeados também - Foto: AP Photo/Eraldo Peres

A Polícia Federal suspeita que o presidente Jair Bolsonaro não foi o único da família a ter o seu celular hackeado. Seus filhos Flávio, Carlos e Eduardo podem ter tido seus aparelhos invadidos e, por isso, a PF está investigando essa hipótese.

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO INSTAGRAM

A informação é do jornalista Guilherme Amado, publicada em seu blog no site da Época.

Leia também

De acordo com o jornalista, Fernanda, esposa do senador Flávio Bolsonaro, também pode ter sido hackeada. Há alguns meses, ela recebeu um telefone do próprio número, como teria acontecido com outros que já tiveram seus aparelhos violados.

Nesta quinta-feira (25), o Ministro da Justiça Sérgio Moro afirmou que diversas autoridades tiveram seus celulares hackeados e que pretende destruir o material encontrado com o grupo suspeito que acabou preso. A PF, no entanto, contradiz a vontade do ex-juiz.

O descarte de qualquer material apreendido em operações policiais é uma decisão que cabe à Justiça e só pode ocorrer com decisão do juiz. Em nota, a PF disse ainda que a operação deflagrada nesta semana não tem "como objeto a análise das mensagens supostamente subtraídas de celulares invadidos".