Flordelis, suspeita de envolvimento na morte de pastor Anderson, se declara ao marido: 'Eterno amor e amigo'

·1 minuto de leitura

Deputada federal Flordelis, que é apontada pelas investigações da Polícia Civil e do Ministério Público, como mandante do assassinato do pastor Anderson do Carmo, seu marido, usou as redes sociais para se declarar a ele, nesta segunda-feira. Na postagem, em que ela diz que "sente uma dor sem fim", ela publicou uma foto em que aparece ao lado dele, abraçados.

Na mensagem, ela, disse que lembrou do pastor durante o período de campanha nessas eleições, que costumavam participar juntos. Flordelis se refere ao pastor como "meu eterno e querido amor e amigo".

"A dor de não ter você aqui é amarga demais, fico tentando buscar conforto nas pessoas que restaram e nas novas que surgiram agora em minha vida para me apoiar nesse momento que está sendo cada dia mais difícil", diz ela. "Você partiu e no meu coração nasceu um vazio e uma dor sem fim, todos sentem demais a sua falta e vivem essa dor junto comigo", complementa a deputada federal, que, após decisão da Justiça, usa tornozeleira eletrônica.

Em outr trecho, ela cita o "acontecimento trágico" causou "danos irreparáveis", mas que tenta erguer a cabeça e lidar com a "angústia".

"Por mais que o tempo passe, o sofrimento e a saudade só aumentam e a dor que sentimos ecoa pelos dias alimentando essa saudade sem fim", consta de outra parte do texto.