Fluminense bate meta de premiações ao terminar o Brasileiro na terceira colocação

Após conquistar a vaga na Libertadores de 2023 e o acesso direto à fase de grupos, o Fluminense atingiu mais um objetivo neste Campeonato Brasileiro. Após a partida diante do Bragantino, o tricolor ficou na terceira colocação e bateu a meta de premiações estipulado para a temporada.

Ao terminar a competição em terceiro lugar, o Fluminense faturou R$ 40,5 milhões e bateu a meta orçamentária, que é de R$ 67,2 milhões (antes do Brasileiro, havia somado R$ 26,9 milhões).

Faltava apenas o valor do Brasileiro. O Fluminense já havia somado R$ 5,5 milhões da pré-Libertadores, R$ 4,3 milhões da fase de grupos da Sul-Americana e R$ 16,8 milhões até a semifinal da Copa do Brasil. Vale lembrar que o clube foi campeão carioca, porém a competição não teve premiação. Resta, então, R$ 40,3 milhões, e caso termine em terceiro receberá R$ 40,5 milhões.

Já era certo que o Palmeiras, campeão deste ano, levaria os R$ 45 milhões referentes ao primeiro colocado para casa. Mas como não estava definidas as posições finais dos clubes da segunda colocação para baixo, o Fluminense ainda poderia ficar com R$ 42,7 milhões. Mas com a terceira posição, também bate a meta.

Quanto cada clube irá receber no Brasileirão:

R$ 45,0 milhões

R$ 42,7 milhões

R$ 40,5 milhões

R$ 38,2 milhões

R$ 36,0 milhões

R$ 33,7 milhões

R$ 31,5 milhões

R$ 29,2 milhões

R$ 27,0 milhões

R$ 24,7 milhões

R$ 19,3 milhões

R$ 18,0 milhões

R$ 16,6 milhões

R$ 16,2 milhões

R$ 15,7 milhões

R$ 15,2 milhões