Fluminense encara maior seca no Brasileiro e, com Fred como dúvida, busca soluções contra Internacional

Marcello Neves
·2 minuto de leitura
MARCELO THEOBALD / Agência O Globo
MARCELO THEOBALD / Agência O Globo

As derrotas para Grêmio e Palmeiras tem uma coincidência incômoda: em ambos os jogos, o Fluminense não marcou gols. Pode parecer pouco, mas liga dois alertas para o técnico Odair Hellmann: é a maior seca da equipe neste Campeonato Brasleiro e a segunda maior na temporada. Somado a isso, o atacante Fred segue como dúvida para a partida contra o Internacional, no próximo domingo, às 18h15 (de Brasília), no Beira-Rio, pela 22ª rodada do torneio.

Além das derrotas por 1 a 0 para o Grêmio e 2 a 0 para o Palmeiras, o Fluminense passou em branco em apenas duas rodadas: contra o Sport (1 a 0, na 11ª rodada) e no primeiro turno contra o Grêmio (1 a 0, na 1ª rodada). Na temporada, a maior seca aconteceu entre julho e julho deste ano, quando somou três jogos sem balançar as redes — na derrota por 3 a 0 para o Volta Redonda e no empate por 0 a 0 para o Macaé, pela fase de grupos da Taça Rio, e no empate sem gols com o Botafogo, na semifinal do segundo turno do Campeonato Carioca.

O Tricolor chegou a ser o segundo melhor ataque deste Campeonato Brasileiro, mas agora precisa buscar soluções. Nenê, o artilheiro da equipe na temporada com 19 gols, mas que passou os últimos três jogos em branco, sabe dessa necessidade.

— A gente tem que finalizar bem as jogadas. Contra o Palmeiras, acho que criamos alguns lances de definição. É melhorar esse último passe e a finalização. A gente fazer o gol realmente. Se não fizer o gol, não tem como ganhar o jogo. Focar nesse quesito. Claro que a gente sempre pode melhorar e criar mais também, mas acho que o principal são os últimos metros do campo e a finalização. Focar para acertar no gol e tentar finalizar bem — declarou o camisa 77.

Diante do Internacional, o Fluminense ainda tem Fred como dúvida. O camisa 9 do Fluminense se reapresentou no CT Carlos Castilho já sem inchaço no tornozelo direito e caminhando normalmente, mas ainda assim passou por exame de imagem. O centroavante teve só a entorse detectada.

Para ele ser relacionado, vai depender se conseguirá voltar a treinar até sábado, quando o time viajará para Porto Alegre. Felippe Cardoso, o substituto imediato, não marca desde a vitória por 4 a 0 contra o Coritiba, no dia 28 de setembro, e as atuações nos jogos seguintes também não agradaram.

Quem são as opções para Odair? Marcos Paulo, que já atuou como centroavante em alguns jogos na temporada, e Lucca, contratado pelo Fluminense nesta janela de transferência, mas que jogou poucos minutos e ainda está buscando a sua melhor forma física.

Na categoria de base, quem pode ganhar oportunidade é Samuel, que foi o vice-artilheiro do Fluminense Sub-20 ano passado, perdendo apenas para Evanilson. Ele tem cinco gols em 15 jogos em 2020.