Fluminense enfrenta o Avaí e tenta dar mais um passo na luta contra o rebaixamento

Rafael Oliveira
O atacante Marcos Paulo é uma das esperanças do Fluminense na partida -

O que não faltam são desfalques naquela que pode ser uma final para o Fluminense neste Brasileiro. Sem Ganso, Digão e Daniel, as fichas estão depositadas em Marcos Paulo. Jogador do elenco que vive o melhor momento, o atacante é o principal trunfo tricolor contra o Avaí, neste domingo, às 16h, na Ressacada. Uma partida que pode sacramentar a permanência na Série A em 2020.

Além dos três gols nos últimos oito jogos, Marcos Paulo é o líder em assistências do Fluminense no Brasileiro (três, mesmo número de Daniel). Mas sua maior virtude não está nos números. Apesar dos 18 anos, tem se destacado pela maturidade.

Ao lado de João Pedro, ele iniciou 2019 como uma das principais apostas da base. Mas a sequência de gols do centroavante no primeiro semestre fez com que Marcos Paulo amargasse o ostracismo em boa parte do ano. O jovem não só não reclamou como aguardou com paciência sua chance. E ela veio.

Até a derrota para o Botafogo, em 11 de maio, pelo primeiro turno do Brasileiro, Marcos Paulo só entrou em campo cinco vezes. A partir do jogo contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, no qual entrou no segundo tempo e teve boa atuação, passou a ser mais lembrado. De lá para cá, foram 27 aparições. Nas últimas oito, como titular. Com direito a ter o nome gritado pelos torcedores após a vitória sobre o Palmeiras, na última quinta.

— Eles (torcedores) sempre tiveram muito carinho comigo. Estão desde a base me dando apoio. Com certeza quero ser um ídolo aqui. Quem vem da base sonha em sair como ídolo, ganhar títulos. Almejo isso para a carreira e vou trabalhar bastante para conquistar — disse o atacante.

Antes de pensar no futuro, Marcos Paulo ainda precisa ajudar na permanência do Fluminense na Série A. Uma vitória neste domingo e um tropeço do Cruzeiro diante do Vasco, amanhã, acabam com qualquer chance de queda:

— Quero que 2020 seja muito bom. Mas estou pensado ainda em 2019. Espero que venham mais gols ainda e eles ajudem o Fluminense.