Fluminense: Janela europeia fecha, e Marcos Paulo segue até fim do contrato; mas falta de foco é desafio

Extra
·2 minuto de leitura
Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Embora Marcos Paulo já tivesse assinado um pré-contrato com o Atlético de Madri para se apresentar no meio do ano, o Fluminense ainda sonhava em antecipar sua transferência para ganhar algum dinheiro com ela. Mas esta possibilidade não existe mais. A janela de transferências internacionais se encerrou nesta segunda na Espanha.

A Fifa ainda não informou quando abrirá a próxima janela do futebol europeu. De toda forma, os inscritos nela só podem disputar as competições que se iniciam em agosto. Com isso, Marcos Paulo seguirá no Fluminense, com quem tem contrato até 30 de junho.

O problema é que, esportivamente, a situação do atleta também é delicada. Em baixa nos últimos meses, ele sequer foi relacionado para o último jogo. Motivo: falta de foco.

— O Marquinho é um grande jogador. Mas nossa avaliação é no dia a dia. Preferimos aquele que está pensando no jogo, vivendo o jogo. Em algum momento, sentimos que outros estavam mais focados nessa partida — explicou o técnico Marcão, sem descartar a utilização do atacante contra o Bahia, nesta quarta. — É um jogador talentoso. Se voltar bem na semana, pode ser utilizado no próximo jogo.

O Fluminense não ficará exatamente sem receber com a saída de Marcos Paulo. Há uma espécie de compensação prevista pela Fifa nestes casos estimada em 500 mil euros (R$ 3,3 milhões) pela diretoria tricolor. Mas vale lembrar que havia a expectativa de que a revelação de Xerém se convertesse na maior venda da história do clube.

A situação fez o jogador perder o apoio que tinha da torcida. Um exemplo claro disso ocorreu nesta segunda, quando o Fluminense o parabenizou nas redes sociais pelo aniversário de 20 anos. Os torcedores se dividram. A maior parte criticou o atacante e afirmou que ele deveria ir embora logo.

— É um amigo muito próximo. Tenho conversado com ele, mas ele não fala nada (sobre a saída). Não sei o que está rolando. É uma coisa dele com a diretoria. Espero que dê tudo certo para ambos — comentou o volante Martinelli, também cria de Xerém.