Fluminense não mantém desempenho, perde para o Juventude e estaciona na tabela

·2 min de leitura

Mais do que comemorar a vitória sobre o Palmeiras, no domingo, a entrevista de Yago Felipe foi um alerta do roteiro do Fluminense neste Brasileiro. Depois de uma boa vitória, o time tem tido dificuldades em manter o desempenho nas rodadas seguintes e não consegue engrenar. O aviso não adiantou de nada, e o Tricolor perdeu para o Juventude, nesta quarta-feira, em Caxias do Sul, por 1 a 0.

– É muito difícil jogar aqui, sempre decidido nos detalhes. Precisamos melhorar, sabemos disso, mas continuamos firme no nosso objetivo – disse o zagueiro Nino.

Com a derrota, o Fluminense estaciona nos 45 pontos na oitava posição e mantém a inconstância no campeonato. Já o Juventude respira no campeonato, momentaneamente. Fora da zona de rebaixamento, abriu três pontos para o Bahia, que joga nesta quinta-feira contra o Sport. Agora, o Tricolor terá dois jogos em casa para tentar subir na tabela: América-MG e Internacional.

Sob um nevoeiro quase constante, o Juventude enxergou melhor os caminhos para o gol no Anfredo Jaconi O Tricolor até teve mais posse de bola, mas dificilmente saía do meio-campo com objetividade até o gol. Um bom resumo do jogo é a quantidade de vezes que o goleiro Marcos Felipe precisou ser acionado. Só no primeiro tempo, ele salvou umas três chances claras.

Mas nada pôde fazer na boa jogada ensaiada do Juventude, aos 17 minutos. Em cobrança de escanteio rolada para trás, a bola passou por três jogadores até a cabeçada de Vitor Mendes. O Fluminense teve só uma chance com Lucca. Mas foi a vez do goleiro Douglas impedir o gol.

O fraco primeiro tempo fez Marcão mudar o time no intervalo. Tirou Caio Paulista e John Kennedy, e colocou Cazares e Abel Hernández, respectivamente. O intuito era dar mais profundidade ao time e mais força de ataque com um homem de área. Os cariocas não puderam contar com Fred, expulso no último jogo.

Não deu muito certo. O Juventude comandou as ações, controlou a partida e poderia ter ampliado no fim não fosse Marcos Felipe. O Fluminense praticamente nada construiu no segundo tempo. A cinco jogos do fim do Brasileiro, o Tricolor terá de manter alguma consistência de jogo se quiser a vaga na Libertadores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos