Fluminenses pelo mundo: tricolor faz 120 anos com mais de 70 'filhos' de mesmo nome pelos continentes

A 263 km de distância da capital Milão, na Itália, uma escolinha de futebol para crianças a partir dos 5 anos estava perto de falir. A ideia salvadora para manter a casa em ordem era mudar seu nome e torná-la mais atrativa. Assim, o G.S Occhiobellese deixou de existir para dar lugar ao Fluminense de Occhiobello. A escolha aconteceu devido a ligação com o Rio de Janeiro e o fato de um de seus diretores se encantou pelo tricolor quando veio ao Brasil e era fã do clube. Esse é apenas um dos vários "filhos" espalhados pelo mundo da instituição carioca, que completa 120 anos nesta quinta.

Reforço: Alex Teixeira começa treinos segunda-feira e estreia depende de evolução

Veja lista: Dorival Júnior recupera jogadores e cria 'problemas bons' no Flamengo

Na África, há o Fluminence Football Club d'Etoa-Meki, localizado em Camarões, assim como o Fluminense Old Boys, sediado na Dinamarca. Na pesquisa feita pelo Jornal O Globo, que contou com o auxílio dos sites 'História do Futebol' e 'Jornalheiros', e consulta ao Flu-Memória, foram encontrados 73 outras instituições esportivas que homenageiam o Fluminense de alguma forma. Nem todos são clubes de futebol atualmente, alguns fecharam as portas ou seguiram no amadorismo. Mas uma coisa não mudou: a inspiração no Fluminense Football Club em algum momento.

— O pioneirismo está no DNA do Fluminense. Somos o primeiro clube do país com "futebol" no nome. É natural que dezenas de instituições pelo mundo se inspirem na trajetória vitoriosa tricolor. A própria Seleção Brasileira nasceu no dia 21 de julho de 1914, em plena Laranjeiras, durante o nosso aniversário de 12 anos. Alguns times homônimos foram criados por torcedores espalhados pelo Brasil, outros simplesmente pela força das cores, do escudo, da camisa. Afinal, nós somos a História — conta Dhaniel Cohen, gerente do Flu-Memória.

É evidente que o Rio de Janeiro é o local onde o Fluminense tem mais "filhos". Afinal, além da ligação com o clube, a palavra Fluminense também é um sinônimo de cidadania no Estado do Rio de Janeiro. Por isso é tão comum vê-los em lugares distantes da capital, como os Fluminenses de Nova Friburgo, de Niterói, de Macaé e de Vassouras. Entre outros, claro. (Confira o nome de todos no final da reportagem)

Não há dúvidas, porém, que o segundo Fluminense mais famoso do Brasil é o de Feira de Santana, na Bahia, fundado em 1941. O clube não esconde sua raiz desde a fundação: foi erguido por um grupo de jovens feirenses que eram torcedores do Fluminense do Rio de Janeiro, mantendo seu nome e cores. Na história, já se enfrentaram seis vezes, com cinco vitórias cariocas e um empate.

Outro Fluminense que tem se destacado é o de Teresina, no Piauí. Fundado em 1938, mudou de nome em 1949 na tentativa de obter novos torcedores, os simpatizante do Fluminense do Rio de Janeiro, e aproveitando da existência de Botafogo e Flamengo na região. Neste ano, o clube conquistou o campeonato piauiense e trouxe uma rivalidade interestadual a tona, já que o rival rubro-negro foi rebaixado.

— Em 2009, um leitor do meu blog me perguntou sobre outros Fluminenses. Já conhecia o Fluminense de Feira de Santana, que já foi campeão baiano e enfrentou o Flu algumas vezes. E então comecei, foram várias semanas de pesquisas, e-mails para confirmar a existência dos clubes, e até telefonemas para Portugal. Uma leitora me ajudou com fotos que ela já tinha, dos Fluminenses da Dinamarca e de Camarões — afirma o pesquisador Paulo Cezar Filho, do 'Jornalheiros'.

Com exceção do Rio de Janeiro, o Estado brasileiro com mais Fluminenses encontrados pela reportagem foi São Paulo, com 19 no total. Destaque para os tricolores de Santos e de Ribeirão Preto, os de maior relevância. Já no Rio Grande do Sul, foram 10 "filhos" encontrados, com Minas Gerais completando o pódio, com nove.

Fluminenses pelo mundo

No exterior, além do já citado Fluminense de Occhiobello, há outros que chamam a atenção. Na Itália mesmo foi fundado o Fluminense de Livorno, em 1999, que foi campeãodo Troféu Sandri Chericoni, campeonato de futebol amador da cidade, em 2007.

Em Porto Rico, o Guaynabo Fluminense Fútbol Club foi fundado em 2002 como forma de homenagear o centenário do tricolor carioca. Mas foi além. Tanto que em 2008 se tornou um dos membros fundadores da Liga local de futebol do país — e ficou em quarto lugar no torneio. Ainda nas Américas, há o Fluminense Mexicano FC, clube amador da Cidade do México.

Em Portugal, existe há chance de repetir a rivalidade entre Benfica e Porto, mas entre Fluminense. Isso porque há o Fluminense FC, localizado em Lisboa, e a Associação Recreativa e Cultural Os Fluminenses, na cidade do Porto. Ambos fundados por tricolores que se mudaram para Portugal.

Confira os Fluminenses pelo mundo*

Fluminense Football Club, de Laranjeiras

Fluminense A. C., de Niterói;

Fluminense F. C., de Vassouras;

Fluminense F. C., de Campos;

Fluminense F.C., de Bom Jesus do Itabapoana;

Fluminense F. C., de Conceição do Macabu;

Fluminense A. C., de Cachoeira de Macacu;

Fluminense F.C., de Macaé;

Fluminense F.C., de São Fidélis;

Fluminense E.C., de Volta Redonda;

Fluminense E. C., de Rio Bonito;

Extra Fluminense, de Parati;

Fluminense F.C., de Caxambu;

Fluminense F.C., de Araguari;

Fluminense F.C., de Matozinhos;

Fluminense F.C., de Pouso Alegre;

Fluminense F.C., de Uberaba;

Fluminense F.C., de Uberlândia;

Fluminense F.C., de Lagoa da Prata;

Fluminense F.C., de Patos de Minas;

Fluminense F.C., de Contagem;

Fluminense F.C., de Avaré;

Fluminense F.C., de Indaiatuba;

Fluminense F.C., de Ribeirão Preto;

Fluminense F.C., de Santo André;

Fluminense F.C., de Rio Preto;

Fluminense F.C.,de São Carlos;

Fluminense F.C.,de Santos;

Fluminense F.C., de São Vicente;

Fluminense F.C., de Sorocaba;

Associação Fluminense Paulista, de Vila Mariana;

E.C. Fluminense, de Vila Bela;

Fluminense F.C., de Taubaté;

Fluminense F.C., de Bela Vista;

Fluminense F.C., de Casa Verde;

Fluminense F.C., de Varzeano;

C. A. Fluminense Paulista, de Vila Mariana;

E.C. Fluminense, de Ilha Bela;

Extra Fluminense, de Barra Funda;

Grêmio Desportivo Fluminense, de Pinheiros;

Grêmio Desportivo Fluminense, de Casa Verde;

Fluminense F.C., de Joinville;

Fluminense F.C., de Cachoeira do Sul;

Fluminense F.C., de Cruz Alta;

Fluminense F.C., de Livramento;

Fluminense F.C., de Novo Hamburgo;

Fluminense F.C., de Bonfim;

Fluminense FC, de Arroio do Tigre;

Fluminense FC, de Carlos Barbosa;

Fluminense FC, de Harmonia ;

Fluminense FC, de Caxias do Sul;

Fluminense FC, de Santa Cruz do Sul;

Fluminense F.C., de Salvador;

Fluminense F.C., de Feira de Santana;

Fluminense F.C., de Candeias;

Fluminense F.C., de São Luis;

Fluminense F.C., de Caxias;

Fluminense F.C., de Santa Rita.

Fluminense E.C., de Teresina;

Fluminense E.C., de Natal.

Fluminense F.C., de Belém.

A. Fluminense Clube, de Manaus

Fluminense de Belém, no Pará;

Fluminense de Curuçá, no Pará;

Fluminense de Rio Branco, no Acre;

Fluminense F.C., da Cidade do México, no México;

Fluminense F.C., de Lisboa, em Portugal;

Associação Recreativa e Cultural Os Fluminenses, do Porto, em Portugal;

Fluminense de Occhiobello, de Veneto, na Itália,

Fluminense, de Livorno, na Itália,

Fluminence Football Club d’Etoa-Meki, em Camarões;

Guaynabo Fluminense Fútbol Club, em Porto Rico;

Fluminense Old Boys, na Dinamarca;

* Foi levado em conta apenas clubes com Fluminense no nome. Homenagem na cor dos uniformes ou do escudo não foram incluídas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos