FMI: conversações com Grécia devem continuar até setembro

O logo do FMI na sede do organismo em Washington

As discussões entre o Fundo Monetário Internacional (FMI) e as autoridades gregas sobre o plano de austeridade imposto ao país em troca de um resgate financeiro devem continuar até setembro, disse nesta quinta-feira um porta-voz do FMI.

Uma missão do FMI se encontra na Grécia para manter reuniões com o novo governo e essas conversações devem continuar "até setembro", disse o porta-voz David Hawley.

"É ainda muito cedo para prever os resultados desta missão", disse Hawley durante uma coletiva de imprensa em Washington, em um momento no qual o FMI, a União Europeia e o Banco Central Europeu (BCE), credores de Grécia, se encontram em Atenas.

A equipe deve avaliar os avanços do plano de austeridade pedido à Atenas em troca de uma linha de crédito de 130 bilhões de euros que lhe foi acordada em fevereiro para evitar que o país entrasse em moratória.

O desbloqueio de novas partidas de ajuda, vitais para o país, depende desta avaliação.

Há duas semanas, o FMI apontou "atrasos" na implementação do programa grego.

Na quarta-feira à noite, os credores e o governo grego acordaram um novo corte, desta vez de 11,6 bilhões de euros sobre os orçamentos de 2013 e 2014, segundo uma fonte do Executivo em Atenas.