Fogo em prédio da 25 de Março é extinto após mais de 60 horas

O fogo no prédio de dez andares localizado entre as ruas Comendador Abdo Chaim e Barão de Duprat, na região da Rua 25 de Março, foi extinto por volta das 13h desta quarta-feira, por volta de 64 horas após o início das chamas, de acordo com informações do porta-voz dos bombeiros, Maycon Cristo.

Por volta das 11h30 da manhã, cerca de 38 bombeiros trabalhavam no local, de acordo com o Twitter da corporação. O prédio onde o fogo começou teve a estrutura bastante danificada por conta das chamas e corre risco de cair. O que, inclusive, atrapalhou o trabalho de apagar o fogo do edifício, pois os bombeiros só podiam trabalhar na parte externa da construção.

Prédios vizinhos, incluindo a primeira igreja ortodoxa do Brasil, construída em 1904, foram duramente atingidos pelas chamas.

Mais cedo, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) afirmou que a prefeitura já trabalhava para viabilizar a implosão do prédio.

Ao G1, Marcos Monteiro, secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, deu informações diferentes e disse que, por conta da condição de iminente ruína, é preciso partir da premissa que não será possível fazer com que qualquer pessoa entre no prédio. "Com isso, a gente praticamente elimina as hipóteses de implosão, porque não podemos posicionar explosivos dentro do edifício, ou de explosão manual. Daí a gente, evidentemente, vai estudar a hipótese de demolição mecânica ou mais alguma alternativa que surja". Portanto, o futuro do prédio segue incerto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos