Fomento à cultura: França e Alemanha oferecem oportunidades de cursos, bolsas e residências em plataforma digital

Alex Braga*
·2 minuto de leitura

RIO — OConsulado Geral da França e o Goethe-Institut se juntaram para lançar a Plataforma de Busca de Incentivos Culturais, um ambiente digital que reúne iniciativas francesas e alemãs de apoio à arte e à cultura. O projeto consiste em uma ferramenta de pesquisa de cursos, bolsas, residências e incentivos nos dois países europeus. O foco da iniciativa são artistas, estudiosos e produtores, que terão fácil acesso aos editais abertos.

O lançamento do site marcou os dois anos da assinatura do Tratado de Aix-La-Chapelle, documento que reforça a amizade e a cooperação entre as duas nações. O tratado de 2019 prevê, entre outras prioridades, a criação de quatro institutos culturais integrados franco-alemães no mundo, sendo o maior deles no Rio de Janeiro. Os demais ficam nas cidades de Palermo, na Itália; Erbil, no Iraque; e Bishkek, no Quirguistão.

Para os artistas que estão estagnados em suas atividades por causa da pandemia do coronavírus, a plataforma pode ser um incentivo para traçar perspectivas futuras. Esse é o caso do designer Ian Guerra, de 28 anos, artista da Vaporwave, estilo de arte visual inspirada na estética dos anos 1980 e 1990. Guerra produz diariamente uma arte, desde o início da pandemia, e a divulga em uma conta no instagram (@everydayvaporwave). Segundo o artista, morador do Cosme Velho, o difícil momento serviu para a conscientização acerca da importância do estudo:

— Vou me candidatar para uma residência artística na Fondation Fiminco, na França, e aproveitei a pandemia para estudar. A formação é uma necessidade, pois os consumidores estão mais conscientes. É preciso transmitir valores nos produtos. Não cabe um mercado de arte de compra pela compra.

No portal, as oportunidades estão divididas por país de origem, França ou Alemanha; por área (artes cênicas, artes visuais, audiovisual, design, editorial, gestão e mediação, moda, mundo digital, museus e patrimônio, urbanismo e arquitetura, música e multidisciplinar); e por tipo de apoio (bolsa, comercialização, cooperação, fomento, formação, prêmio ou residência).

Christian Strube, coordenador do projeto de integração franco-alemã do Goethe-Institut Rio de Janeiro, explica que os objetivos da nova plataforma são contribuir para a democratização da informação sobre as oportunidades existentes e trazer novas perspectivas para os profissionais brasileiros.

— Há vários editais que operam com muita antecedência. Então, os proponentes precisam de tempo para buscar ajuda, preparar currículo em outros idiomas e organizar diversos documentos — avalia.

Outras informações podem ser encontradas na própria página da Plataforma de Busca de Incentivos Culturais (www.apoio.art).

*Estagiário, sob a supervisão de Leticia Helena

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)