Força Sindical acusa MBL de tentar se infiltrar em ato de Lula

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO - Quatro integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) teriam tentado entrar no ato de lançamento da pré-candidatura de Lula e Geraldo Alckmin (PSB) neste sábado, em São Paulo. Segundo o secretário-geral da Força Sindical, José Carlos Gonçalves, o Juruna, eles vestiam colete da central sindical.

A equipe de credenciamento desconfiou e chamou Juruana. O dirigente constatou que eles não eram sindicalistas.

— Eles não estavam na nossa lista. São do MBL — disse Juruna.

O MBL foi procurado pela reportagem e ainda não respondeu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos