Força-tarefa autua 99 festas e comércios irregulares no estado de São Paulo

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A persistência de parte da população em manter estabelecimentos comerciais abertos de forma irregular e promover eventos, mesmo na fase mais crítica da pandemia do novo coronavírus, tem dado trabalho à força-tarefa do governo estadual, sob a gestão João Doria (PSDB). Entre sexta-feira (26) e a madrugada desta segunda-feira (29), foram 99 autuações. Segundo o governo estadual, foram realizadas 13.990 ações de fiscalização no último fim de semana e 33 locais acabaram fechados por funcionamento irregular e descumprimento de protocolos sanitários. Entre os agentes da força-tarefa, policiais militares realizaram 9.873 dispersões em 2.985 pontos de aglomeração. Já a Vigilância Sanitária Estadual inspecionou 3.248 pontos comerciais, autuando 61 e interditando 6. O Procon-SP vistoriou 678 e autuou 36 por desrespeito a restrições de circulação e descumprimento de medidas sanitárias como o uso de máscara e distanciamento social. A GCM (Guarda Civil Metropolitana) apoiou a fiscalização municipal em 44 vistorias na capital paulista, com duas autuações, além de 19 estabelecimentos interditados e outros oito lacrados. Segundo o governo estadual, denúncias podem ser feitas pelo telefone 0800-771-3541 e também no site www.procon.sp.gov.br ou pelo e-mail secretarias@cvs.saude.sp.gov.br .