Forças finlandesas e a Marinha dos Estados Unidos em treinos conjuntos no Báltico

Depois votação quase unânime de Washington sobre a adesão de Helsínquia à NATO - intensificaram-se os exercícios militares conjuntos das forças de defesa da Finlândia com a Marinha dos Estados Unidos. A Finlândia tem praticado com a Aliança Atlântica durante os últimos 30 anos, mas a invasão russa da Ucrânia também precipitou a aproximação.

É a primeira vez que o USS Kearsarge - um navio de assalto anfíbio da marinha de guerra dos Estados Unidos - se encontra em águas finlandesas. A tarefa de coordenar tropas e armamento é um dos grandes desafios da adesão da Finlândia à NATO.

As tropas polacas também estão a fazer exercícios com tanques de fabrico norte-americano. A Polónia vai adquirir 250 veículos blindados para reforçar as forças armadas à luz do que apelida como sendo "a ameaça russa".

Na última cimeira da NATO, o secretário-geral Jens Stoltenberg disse que a aliança enfrenta uma nova realidade em termos de segurança e que é preciso apostar na defesa a longo prazo. A estratégia parece passar pelo reforço do equipamento e pela formação.