Fora da família real, Harry e Meghan querem focar em ajuda a militares

Harry e Meghan

Às vésperas da saída definitiva da linha de frente da família real, os planos do príncipe Harry e Meghan Markle começam a ficar mais claros. Segundo o jornal "The Mirror", os Sussex querem focar no trabalho de caridade com veteranos militares feridos em combate e sem moradia. A ideia é ajudar tanto americanos quanto britânicos.

Uma fonte ouvida pelo jornal diz que o casal quer fazer "uma mudança coletiva na arena das Forças Armadas", o que é muito bem visto pela rainha, comandante em chefe da Marinha, Exército e Aeronáutica do Reino Unido.

O tema militar é muito caro a Harry, que é, atualmente, comandante-geral na Marinha, cargo que deixará para a tia, a princesa Anne, depois do dia 31 de março.

Tento servido no exterior em duas ocasiões no passado, Harry já trabalha em prol de militares feridos com o Invictus Games, jogos que promovem integração de veteranos pelo esporte.