Fora da realeza, Harry não usará uniforme militar no funeral da rainha Elizabeth 2°

WINDSOR, ENGLAND - SEPTEMBER 10: Prince Harry, Duke of Sussex, and Meghan, Duchess of Sussex on the long Walk at Windsor Castle arrive to view flowers and tributes to HM Queen Elizabeth on September 10, 2022 in Windsor, England. Crowds have gathered and tributes left at the gates of Windsor Castle to Queen Elizabeth II, who died at Balmoral Castle on 8 September, 2022. (Photo by Chris Jackson/Getty Images)
Príncipe Harry e Meghan estão em Londres para o velório da rainha Elizabeth II, sua avó (Photo by Chris Jackson/Getty Images)

Resumo da Notícia:

  • Rainha Elizabeth II está sendo velada em Londres, no Reino Unido

  • O príncipe Harry vai participar da cerimônia como neto, mas não como membro real

  • Neto de Elizabeth II, ele não tem mais direito a suas conquistas no serviço militar

O príncipe Harry está vivendo um dos momentos mais tensos de sua vida desde que deixou oficialmente a ‘realeza sênior’ em 2021. O quinto na linha de sucessão do trono está em Londres com a família acompanhando o funeral da rainha Elizabeth II.

As questões sobre a presença do filho do rei Charles III começaram com a morte da rainha, quando ele foi chamado às pressas para Escócia, mas não chegou a tempo. Com os protocolos de sucessão em curso, sua alteza foi deixada cada vez mais de lado.

Prince Harry and Meghan, the Duke and Duchess of Sussex, greet well-wishers on the Long Walk outside Windsor Castle on 10th September 2022 in Windsor, United Kingdom. Crowds gathered to pay tribute to Queen Elizabeth II, the UK's longest-serving monarch, who died at Balmoral aged 96 on 8th September 2022 after a reign lasting 70 years. (photo by Mark Kerrison/In Pictures via Getty Images)
Príncipe Harry e Meghan recebendo o apoio dos súditos durante o velório da rainha Elizabeth II (photo by Mark Kerrison/In Pictures via Getty Images)

Nesta terça-feira (13), o palácio de Buckingham, que é a sede da monarquia e está coordenando toda a operação London Bridge - acionada com a morte de um monarca -, comunicou que apenas membros sênior da realeza e com títulos militares usarão seus uniformes durante os cortejos fúnebres que seguirão o caixão que leva Elizabeth II.

Harry renunciou ao status sênior, que engloba os descendentes diretos do monarca no trono, e também todos os seus títulos militares e instituições de caridade, mesmo tendo servido por uma década ao Exército Britânico. Ele chegou a ser condecorado como Capitão General dos Fuzileiros Navais Reais, mas foi recomendado que o príncipe usasse um traje de luto formal, como um fraque preto.

Uma exceção foi aberta pelo cerimonial, com anuência do novo rei, para o príncipe Andrew. Isso porque ele foi destituído pela rainha ainda em vida de todos os seus títulos militares, sociais e reais após ser processado por estupro de menor nos Estados Unidos. Eles fizeram um acordo financeiro para encerrar a história no judiciário americano e proibir a vítima de se manifestar. Por respeito à mãe, ele poderá usar o traje, mas sem as insígnias de condecorações, durante o cortejo fúnebre até a abadia onde ocorrerá a despedida da rainha.