Fora do Oscar, Bárbara Paz agradece apoio e diz: 'Essa história está só começando'

Extra
·1 minuto de leitura

O filme brasileiro "Babenco: alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou" ficou de fora da disputa pelo Oscar de melhor filme internacional. Bárbara Paz, que foi a diretora do longa (e esposa de Babenco), agradeceu o apoio de todos que tentaram levar o trabalho ao maior prêmio do cinema.

"'Filmar para não morrer jamais'. Sigo captando a vida e o que ela tem de mais belo. Quero agradecer imensamente a todos que fizeram parte desse coração Babenquiano, me ajudando a fazer essa campanha voar o mundo. Agora, esse coração não para de bater jamais (seja onde ele estiver) de orgulho e agradecimento", escreveu Bárbara, no Instagram, compartilhando imagens da Bahia.

A também atriz já avisou aos fãs que não pretende parar por aí.

"E esse é só o primeiro filme! Essa é uma linda história de amor que está só começando".

Amigos, como Vera Fischer e Susana Vieira, deixaram mensagens carinhosas.

"Sempre maravilhosa", disse Vera. "Bárbara, querida, parabéns pelo filme, pelo prêmio, pelo seu talento e por sua beleza", disse Susana. "Que delícia", disse Mônica Iozzi.

Disputa

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou na última terça-feira, dia 9, as 15 produções que avançam para a próxima fase da votação. Na nova etapa, disputam filmes da França, Chile, Dinamarca, México, entre outros.

O filme sobre o cineasta Hector Babenco (1946-2016) também ficou de fora da categoria de melhor documentário, no qual foi inscrito.