Foragido, Zé Trovão diz que Bolsonaro 'colocou popularidade abaixo da gestão' ao negociar fim da paralisação dos caminhoneiros

·1 minuto de leitura

O caminhoneiro bolsonarista Marcos Antonio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, afirmou nas redes sociais que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) colocou "sua popularidade abaixo da gestão para que o Brasil tenha equilíbrio". Foragido da Justiça, Marcos Antônio está no México e diz espera deputados da bancada bolsonarista entrar com um pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) para deixar o país.

— Muitos achavam que tínhamos perdido, que o presidente tinha nos abandonado. O presidente colocou sua popularidade abaixo da gestão para que o Brasil tenha equilíbrio. Nesse movimento alcançamos o respeito do mundo e o respeito de muita gente na política que, a partir de agora, tomará cuidado com suas ações. Estou aguardando a deliberação do meu habeas corpus, que tão bondosamente foi feito por deputados da bancada bolsonarista.

Em entrevista à Record TV, Zé Trovão afirmou ainda que conversou com o presidente para tratar sobre situação jurídica.

— Estou aguardando, ontem a deputada Carla Zambelli juntamente com o presidente da República fizeram pedido de habeas corpus sobre a minha situação e na terça-feira apresentarão um novo habeas corpus pedindo o fim dos inquéritos aos quais estou sendo investigado — diz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos