Ford desafiará revendedores para custos de venda mais baixos do que Tesla

Por Joseph White e Ben Klayman

DETROIT (Reuters) - O presidente-executivo da Ford, Jim Farley, irá a Las Vegas na próxima semana tentar convencer os revendedores a cortar até 2 mil dólares no custo de entrega de um veículo elétrico a um cliente.

A montadora disse que um dos principais tópicos das reuniões será a discussão de novos acordos que regerão como revendedores vendem a crescente linha de veículos elétricos da Ford.

Farley disse a analistas em julho que a Ford precisa cortar 2 mil dólares por veículo nos custos de venda e distribuição para ser competitiva com a Tesla e outras startups de veículos elétricos que vendem diretamente aos consumidores.

Cerca de um terço dessa economia poderia vir do que Farley chamou de "modelo de baixo estoque", em que os clientes encomendam um veículo e a Ford o envia ao cliente, em vez de estocar veículos em lotes de revendedores por semanas ou meses.

A Ford se recusou a comentar além de dizer "estamos empolgados em nos encontrar na próxima semana com nossos revendedores da América do Norte para crescer e vencer juntos".

Os revendedores disseram esperar que a Ford defina investimentos mínimos para estações de carregamento e outros equipamentos para apoiar os clientes de veículos elétricos.

Uma questão-chave será a rapidez com que os revendedores serão obrigados a instalar carregadores, que podem custar até 500 mil dólares.

(Por Joe White e Ben Klayman)