Ford ganhou bastante dinheiro no Brasil e poderia ter retardado saída, diz Mourão

RICARDO DELLA COLETTA
·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF,  03.02.2020 - O vice-presidente Hamilton Mourão. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, 03.02.2020 - O vice-presidente Hamilton Mourão. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou estar surpreso com a decisão da Ford de fechar suas fábricas no Brasil, disse que a empresa "ganhou bastante dinheiro" no Brasil e que ela poderia ter retardado a saída do país.

A montadora americana anunciou nesta segunda-feira (11) que vai encerrar todas as atividades fabris no Brasil neste ano.

"Não é uma noticia boa. Acho que a Ford ganhou bastante dinheiro aqui no Brasil. Me surpreende essa decisão que foi tomada pela empresa. Uma empresa que está no Brasil há praticamente100 anos, desde 2021. Acho que ela poderia ter retardado isso aí e aguardado, até porque o nosso mercado consumidor é muito maior do que outros", declarou o vice-presidente. As declarações foram transmitidas pela rede CNN Brasil.

A Ford já havia encerrado a produção na fábrica de São Bernardo do Campo (ABC), que foi vendida para a Construtora São José. Agora, a empresa confirma a interrupção imediata das atividades em Camaçari (BA), onde produz os modelos Ka e EcoSport.

A empresa começou o ano de 2020 com 8.000 funcionários no Brasil. De lá para cá, a companhia foi realizando desligamentos. Hoje, conta com 6.171 contratados. A Ford anunciou que serão demitidos 5.000 trabalhadores no Brasil e na Argentina, sem dar detalhes.

O grupo remanescente no mercado brasileiro vai manter algumas operações locais. A sede da montadora na América do Sul continuará sendo no Brasil, e o campo de provas de Tatuí, bem como o centro de desenvolvimento da Bahia continuam operando.