'Fortaleza do tráfico': polícia invade casa de helicóptero para prender casal

Fortaleza do tráfico: casa tinha muros altos e era vigiado com equipamentos de segurança. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Fortaleza do tráfico: casa tinha muros altos e era vigiado com equipamentos de segurança. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
  • Residência foi monitorada pela polícia por dois meses antes da operação

  • Casa foi chamada de 'fortaleza do tráfico' por forte esquema de segurança que apresenta

  • Agentes encontraram um fundo falso na área de serviço que escondia drogas, dinheiro e uma arma

Uma casa na cidade de Seropédica, na Baixada Fluminense, foi alvo de uma ação policial nesta quarta-feira (31). O local, cheio de equipamentos de segurança, funcionava como uma “fortaleza do tráfico”. Duas pessoas foram presas.

A casa é cercada por muros altos e vigiada por equipamentos eletrônicos de segurança. A investigação monitorou o local por dois meses antes de entrar e realizar as prisões do casal Ricardo da Silva Lemos e Ellen Soares da Silva. As informações são do portal G1.

Para entrar na residência, a polícia usou um helicóptero, levando agentes da 48ª DP (Seropédica) e 24º BPM (Queimados) para cumprir mandados de prisão temporária e busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara de Seropédica.

Além das prisões, na casa os policiais apreenderam equipamentos eletrônicos e de segurança. Eles também encontraram um fundo falso na área de serviço, que escondia drogas, R$ 4 mil em dinheiro vivo e uma arma.

A delegada Cristiana Onorato, titular da 48ª DP (Seropédica), informou que Ricardo Lemos admitiu ter comprado as drogas na Vila do João, no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Ele estava acompanhado de um advogado, mas não deu depoimento formal.