Fortuna de CEO da Binance vale o dobro da reserva em bitcoin de Satoshi Nakamoto

·1 min de leitura

Changpeng Zhao, CEO da corretora de criptos Binance, tornou-se um dos homens mais ricos do mundo, de acordo com um índice elaborado pela Bloomberg. A fortuna estimada em US$ 96 bilhões (R$ 544,6 bilhões) desconsidera a reserva pessoal de criptomoedas de Zhao, que inclui Bitcoin e BinanceCoin.

Zhao agora está à frente de outros nomes importantes do segmento. Isso inclui Sam Bankman-Fried, CEO da corretora FTX, com US$ 22,5 bilhões (R$ 127,6 bilhões), e Brian Armstrong, CEO da Coinbase, com US$ 9,6 bilhões (R$ 54,5 bilhões).

O ranking da Bloomberg aponta que os US$ 96 bilhões de Zhao ultrapassam até a fortuna de Satoshi Nakamoto, o criador anônimo do Bitcoin. Segundo relatórios de 2021, a reserva de Bitcoin de Nakamoto é de 1,1 milhão — algo como US$ 45,8 bilhões (R$ 259,8 bilhões) atualmente.

Operadores de criptomoedas estão se tornando bilionários (Imagem: Reprodução/Pixabay/WorldSpectrum)
Operadores de criptomoedas estão se tornando bilionários (Imagem: Reprodução/Pixabay/WorldSpectrum)

A própria Binance está bem posicionada no mercado: em 2021, sua receita foi de US$ 20 bilhões (R$ 113,5 bilhões), segundo a Bloomberg. Estima-se que essa quantia ultrapasse as expectativas de receita da Coinbase para o ano passado.

A corretora cripto alerta que “cripto ainda está em crescimento” e que, por isso, o setor está “suscetível a altos níveis de volatilidade”. “Qualquer valor em um dia será diferente no dia seguinte”, destaca.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: