Fortunati (PTB) desiste de candidatura a prefeito de Porto Alegre

PAULA SPERB
·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, 17.12.2014: O Prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT-RS). (Foto: Sergio Lima/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, 17.12.2014: O Prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT-RS). (Foto: Sergio Lima/Folhapress)

PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - A menos de uma semana das eleições municipais, o candidato à Prefeitura de Porto Alegre José Fortunati (PTB) desistiu de sua candidatura. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (11).

Fortunati aparecia em segundo lugar na última pesquisa Ibope, de 29 de outubro, empatado tecnicamente com Sebastião Melo (MDB) e Nelson Marchezan Jr. (PSDB), que tenta a reeleição. A primeira colocada na pesquisa é Manuela D'Ávila (PCdoB).

"Tomo esta decisão com muita dor, mas convicto de que é fundamental darmos a tranquilidade para que todo mundo possa ir no domingo votar", disse em transmissão ao vivo pela internet.

Fortunati optou por desistir da candidatura porque o vice de sua chapa teve a candidatura indeferida pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) na última segunda-feira (9). Em razão da proximidade do pleito, a impugnação afeta a chapa inteira. A decisão foi por unanimidade (seis votos).

O recurso contra a chapa de Fortunati teve como autor o candidato a vereador Luiz Armando de Oliveira (PRTB). O PRTB compõe a chapa do candidato a prefeito Sebastião Melo (MDB). Melo já foi vice-prefeito da capital gaúcha na gestão de Fortunati (2013-2016).

A ação foi motivada porque o candidato a vice na chapa de de Fortunati, André Cecchini (Patriotas), não estaria filiado ao partido dentro do prazo legal, de 4 de abril de 2020. Segundo o recurso, Cecchini estaria filiado ao DEM até 5 de junho deste ano, segundo a Procuradoria Regional Eleitoral.

Inicialmente, a coligação de Fortunati iria recorrer ao TSE. Porém, Fortunati disse que a publicação oficial do acórdão ocorreu somente na manhã desta quarta (11), inviabilizando o recurso.

A reportagem questionou o TRE sobre a data da publicação, que afirmou que "todas as publicações são realizadas na sessão posterior ao julgamento" e que esta ocorreu no final da tarde de terça (10).

"Só podemos entrar com recurso a partir do momento que o acórdão está publicado, com isso temos o conhecimento formal, com o devido protocolo. Pois pasmem, só tomamos conhecimento do acórdão hoje (11) pela manhã, às 8h33min", disse Fortunati ao anunciar a desistência. Para ele, foram "criadas dificuldades" para a chapa recorrer.

"É uma decisão absolutamente política, tomada na última semana da campanha, ferindo de morte nossa candidatura", falou.

Fortunati não anunciou apoio a nenhuma outra chapa. Seu partido, o PTB, chegou a ser procurado pelo MDB após a decisão do TRE.