Fotógrafo da Reuters morto no Afeganistão é enterrado na Índia

·2 minuto de leitura
Centenas de pessoas homenageiam o fotógrafo Danish Siddiqui, na Universidade de Jamia Millia Islamia, em Nova Délhi, em 19 de julho de 2021

O fotógrafo Danish Siddiqui, da agência de notícias Reuters, foi enterrado em Nova Délhi na noite de domingo (18), dois dias depois de perder a vida no Afeganistão, quando cobria os combates entre as forças de segurança afegãs e os talibãs perto de uma passagem de fronteira com o Paquistão.

Desde o início da semana passada, Siddiqui acompanhava as forças de segurança afegãs perto de Kandahar, uma grande cidade no sul do Afeganistão, anunciou a Reuters na sexta-feira (16).

O corpo chegou de avião à Nova Délhi, ontem à noite, e foi transferido para sua casa, onde centenas de colegas e familiares estavam reunidos.

De acordo com um fotógrafo da AFP, cerca de 5000 pessoas compareceram às últimas orações, realizadas na Universidade Jamia Millia Islamia, de Nova Délhi, onde Siddiqui havia estudado.

Ele foi enterrado à noite em um cemitério no campus da universidade. As homenagens se multiplicaram na Índia, após o anúncio de sua morte, com vigílias em várias cidades no sábado.

Danish Siddiqui, de 38 anos, fazia parte de uma equipe que ganhou o Prêmio Pulitzer de 2018 na categoria "Fotografia Magazine" por sua cobertura da crise de refugiados rohingya.

Trabalhava desde 2010 para a Reuters e cobriu as guerras no Afeganistão e no Iraque, a crise dos rohingyas, as manifestações em Hong Kong e os terremotos no Nepal, entre outros eventos e fenômenos.

Há tempos, o Afeganistão é um dos países mais perigosos do mundo para jornalistas.

De acordo com o "ranking" 2021 de liberdade de imprensa da ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF), o Afeganistão está na 122ª posição de uma lista de 180 países.

Vários jornalistas e outros profissionais da imprensa morreram em ataques no território desde que Washington e os talibãs concluíram, em fevereiro de 2020, um acordo para a saída das tropas estrangeiras do país.

bur-grk/ch/jac/elm/af/rsr/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos