Fotógrafo que trabalhava com Ed Motta morre de Covid-19, e cantor pede ajuda financeira para família

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Instagram

O cantor Ed Motta informou nas redes sociais que o seu fotógrafo e amigo Ronaldo Castro morreu vítima de Covid-19. Segundo o artista, o profissional estava internado num hospital no Rio lutando contra a doença.

"Não posso acreditar que não vou ouvir mais a gargalhada do meu amigo Ronaldo, que partiu hoje para o plano espiritual. São muitos anos juntos, não só na estrada mas também nos discos porque Ronaldo sabe tudo de pedais, efeitos. Super fotógrafo, curioso pelo funcionamento, história dos instrumentos, equipamentos de forma voraz.
Ele era a única pessoa que eu falava semanalmente, um gozador como eu, rimos muito sempre. A profundidade da minha tristeza e espanto se equipara a perda do meu pai e minha mãe. Ronaldo estava lutando no hospital porque pegou o Covid. Amanhã eu vou entender/acreditar que é verdade, hoje não consigo. Descansa em paz, meu amigão, estaremos juntos pra sempre", escreveu o cantor.

Em outro post, Ed Motta fez um pedido aos fãs para que ajudem financeiramente a família do fotógrafo:

O meio das artes não tem nem o almoço para vender para o jantar, estamos numa guerra silenciosa. Nunca pedi dinheiro para crowdfunding, nada de nada, mas dessa vez eu peço de joelhos a todos que puderem contribuir em nossa ajuda para a família do Ronaldo, sua mulher e dois filhos. Qualquer quantia vai fazer diferença, peço perdão por pedir dinheiro a vocês, mas no momento não existe outra alternativa. Eu vou melhorar já, honrar nossa amizade e nossas risadas. Perdão pelo pedido pessoal", escreveu.

O cantor também decidiu fazer uma live no próximo domingo para para arrecadar renda para a família de Ronaldo.