Foto de placa em posto de combustível com mensagem a petistas sobre o ICMS é montagem

Posto de combustíveis no Rio de Janeiro, em 11 de março de 2022 (Foto: Reuters / Pilar Olivares)
Posto de combustíveis no Rio de Janeiro, em 11 de março de 2022 (Foto: Reuters / Pilar Olivares)
  • Uma foto de uma placa em um posto de combustível com uma mensagem sobre o ICMS circula nas redes sociais

  • O texto, direcionado a petistas, afirma que apoiadores do partido não deveriam se beneficiar da redução do ICMS uma vez que parlamentares do PT foram contra a medida

  • A fotografia, no entanto, foi manipulada digitalmente

A imagem de uma placa com o preços em um posto de combustíveis é compartilhada nas redes sociais por dezenas de usuários. Na placa, há uma mensagem segundo qual petistas não deveriam se beneficiar da diminuição do ICMS. "Petista lixo por favor, quando for abastecer peçam o preço sem redução de ICMS, já que seus deputados e senadores foram contra a redução", lê-se no texto.

Contudo, a fotografia foi manipulada digitalmente. Na imagem original, não há qualquer mensagem nesse sentido.

Captura de tela de uma publicação com montagem de placa em posto de combustível com mensagem a petistas sobre o ICMS (Foto: Facebook / Reprodução)
Captura de tela de uma publicação com montagem de placa em posto de combustível com mensagem a petistas sobre o ICMS (Foto: Facebook / Reprodução)

Uma busca reversa no Google pela imagem viralizada direcionou a uma fotografia que acompanha uma reportagem sobre o preço da gasolina. A matéria foi publicada no site AutoPapo e credita como autora da foto Laurie Andrade. Na imagem original, não há qualquer mensagem, apenas estão escritos os preços dos combustíveis.

Além disso, a reportagem não tem relação com a recente diminuição no preço dos combustíveis que decorreu da redução do ICMS. Isso porque o texto é de março de 2021 e trata sobre o sexto aumento no preço da gasolina anunciado pela Petrobras naquele ano.

A redução do ICMS aprovada pelo congresso e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em junho já vem sendo aplicada em diversos estados pelo Brasil. Nesta quinta-feira (14), o Congresso derrubou seis dos 15 vetos do mandatário. Outros três itens vetados foram destacados e sua votação ficou adiada.

Conteúdo semelhante foi verificado pela Agência Lupa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos