Foto viral de 2012 mostra fissura em cânion em Capitólio (MG), mas não na rocha que desabou

·2 min de leitura

Publicações que somam mais de 47 mil interações nas redes sociais contêm uma imagem de março de 2012 que mostra a parte de um cânion de Capitólio, em Minas Gerais, com uma profunda fissura. Segundo as mensagens, essa seria a mesma rocha que desabou em 8 de janeiro de 2022, deixando dez mortos. Mas, embora sirva como um alerta, o fragmento do paredão que caiu no acidente não é o mesmo visto na fotografia de 2012.

“Publicação do médico Flávio Freitas que viajou com a família para Capitólio, MG, e registrou a rachadura no Cânion que despencou no dia 08/01/2022 deixando mortos e feridos. O médico, ao registrar a paisagem, escreveu: ‘Essa pedra vai cair’. O ano era 2012. Uma década antes da fatídica tragédia”, diz a legenda de uma das publicações, amplamente compartilhadas no Facebook (1, 2), Twitter (1, 2) e Instagram (1, 2).

Captura de tela feita em 12 de janeiro de 2022 de uma publicação no Facebook ( . / )

No último dia 8 de janeiro, um grande fragmento de rocha se desprendeu de um paredão e caiu em cima de quatro lanchas de turismo no Lago de Furnas, em Capitólio. No dia seguinte, foram confirmadas dez mortes em decorrência do acidente.

Com o tema circulando nas redes sociais, uma foto publicada com a data de março de 2012 de um paredão semelhante e com uma profunda fissura começou a ser amplamente compartilhada por usuários com afirmações de que o alerta para a tragédia ocorrida em janeiro de 2022 já havia sido feito há quase dez anos.

A imagem faz parte do álbum pessoal“CAPITÓLIO - MG” de um usuário do Facebook e tem a legenda “ESSA PEDRA VAI CAIR…”.

Nos comentários, entretanto, alguns usuários questionaram se a rocha fotografada em 2012 seria a mesma que caiu em 2022, ao que o autor do registro respondeu:

“Atenção autoridades de Capitólio...ao invés de vcs ficarem se preocupando se foi essa ou aquela pedra que caiu deveriam perceber que a situação é mais grave ainda.... Ou acham que essa pedra não pode cair também?!? Irão tomar uma atitude preventiva ou irão esperar mais mortes acontecerem?!?”.

Duas rochas diferentes?

Um jornalista da equipe de checagem da AFP encontrou no Google Maps o ponto exato onde ocorreu o acidente.

Embora a fotografia de 2012 seja um alerta sobre fissuras no cânion, ela não mostra a mesma rocha que se partiu no último dia 8 de janeiro. Trata-se, na verdade, do lado oposto ao do paredão que caiu.

Uma comparação entre o paredão fotografado em 2012 e a mesma formação rochosa em registro do Google Maps de junho de 2018 mostra o ponto em que foi feito o registro de quase dez anos atrás:

Comparação feita em 12 de janeiro de 2022 entre uma publicação no Facebook e imagem de parede do cânion de Capitólio no Google Maps ( . / )

E aqui, uma comparação entre imagens do local do acidente e o paredão que efetivamente desabou, em registro do Google Maps, mostra que se trata de uma formação rochosa diferente da vista na foto de 2012:

Comparação feita em 12 de janeiro de 2022 entre um vídeo no Twitter e o local do acidente em Capitólio no Google Maps ( . / )

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos