Fotos de incêndios nos Ministérios em 2017 incluem registro fora de contexto

Nas redes, bolsonaristas esbarram em fake news ao reviver atos antigos de vandalismo para desviar atenção de ataque recente

Incêndio provocado por manifestantes no Ministério da Agricultura, em Brasília, em 24 de maio 2017. Depredação de Ministérios em 2017 é comparada a ataques antidemocráticos de janeiro de 2023 (Foto: AFP via Getty Images / Andressa Anholete)
Incêndio provocado por manifestantes no Ministério da Agricultura, em Brasília, em 24 de maio 2017. Depredação de Ministérios em 2017 é comparada a ataques antidemocráticos de janeiro de 2023 (Foto: AFP via Getty Images / Andressa Anholete)
  • Circulam nas redes supostas imagens de protestos que terminaram em ataques a Ministérios em 2017, em Brasília

  • Bolsonaristas revivem o caso para desviar a atenção dos atos antidemocráticos do último domingo (8)

  • Mas em meio às imagens, há também o registro de um incêndio acidental ocorrido em 2005 em um prédio do INSS

Circulam nas redes sociais imagens de manifestações ocorridas em Brasília, em 2017, quando atos terminaram em vandalismo e depredação de Ministérios. Naquele ano, manifestantes ligados à esquerda realizaram protestos na capital federal contra reformas propostas pelo ex-presidente Michel Temer (2016-2018).

Bolsonaristas têm buscado reviver os episódios para desviar a atenção dos ataques antidemocráticos realizados na capital federal, no último domingo (8).

Mas em meio às imagens divulgadas, há um registro de um edifício em chamas que não corresponde aos protestos de 2017, e sim a um incêndio acidental ocorrido em 2005 na sede do INSS.

Vídeo que circula nas redes como se mostrasse um integrante do MST quebrando portas de vidro na invasão em Brasília, mas informação é falsa (Foto: Reprodução / Twitter)
Vídeo que circula nas redes como se mostrasse um integrante do MST quebrando portas de vidro na invasão em Brasília, mas informação é falsa (Foto: Reprodução / Twitter)

Incêndio no INSS

Buscas reversas pela primeira imagem direcionaram a uma reportagem da revista Veja, que associa a foto a um incêndio no prédio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), em 2005.

Bombeiros tentam apagar fogo em prédio do INSS em Brasília, em 27 de dezembro de 2005 (Foto: Reuters / Jamil Bittar)
Bombeiros tentam apagar fogo em prédio do INSS em Brasília, em 27 de dezembro de 2005 (Foto: Reuters / Jamil Bittar)

O incêndio na sede do INSS em Brasília tomou seis dos dez andares do edifício, conforme uma reportagem da afiliada da Globo em Brasília, a DFTV. O fogo começou fora do horário de expediente dos servidores e ninguém ficou ferido. Em 2006, um laudo concluiu que o incêndio foi acidental e teve início com um curto circuito em uma impressora.

Fogo nos Ministérios

As demais imagens utilizadas, de fato, correspondem a ataques aos Ministérios em maio de 2017. Naquela ocasião, manifestantes protestaram em Brasília contra o governo de Temer e as reformas trabalhista e da Previdência.

As manifestações terminaram em vandalismo e ataques aos Ministérios, como os da Fazenda, de Minas e Energia, do Planejamento, dos Transportes e do Turismo. Houve a invasão e ateamento de fogo em uma sala do Ministério da Agricultura.

Incêndio provocado por manifestantes no Ministério da Agricultura, em Brasília, em 24 de maio 2017. Depredação de Ministérios em 2017 é comparada a ataques antidemocráticos de janeiro de 2023 (Foto: AFP via Getty Images / Andressa Anholete)
Incêndio provocado por manifestantes no Ministério da Agricultura, em Brasília, em 24 de maio 2017. Depredação de Ministérios em 2017 é comparada a ataques antidemocráticos de janeiro de 2023 (Foto: AFP via Getty Images / Andressa Anholete)

A imagem de um homem arremessando um objeto em uma sala incendiada foi feita pelo fotógrafo Michael Melo, que a publicou em 3 de maio de 2018 em seu perfil no Instagram:

As outras imagens foram retiradas de transmissões da GloboNews.