7 / 8

Chegada à superfície do lago Vostok

Chegada à superfície do lago Vostok
Foram 20 anos de perfuração. Apenas em 2012 os cientistas russos chegaram à superfície do lago Vostok, 4 mil metros abaixo do manto de gelo da Antártida. Trata-se do maior lago subglacial do mundo, com 250 km de extensão e 50 km de largura, abaixo de uma geleira. Cientistas dizem que o local está isolado há 15 milhões de anos e pode conter organismos vivos ainda desconhecidos. Também repousa ali o conhecimento de como a região era há milhões de anos. Os riscos de contaminação do lago ou de perder a equipe de escavadores esteve presente até o fim. A possibilidade era de que a pressão da água poderia inundar o tubo de perfuração assim que a broca tocasse o lago. Dessa forma, o querosene que mantinha o encananento aberto poderia ser bombeado para a água. Nada disso ocorreu. Os russos devem voltar ao lago ainda em dezembro, no verão polar, para começar estudos com a água. (Foto: NASA)

Fatos da ciência

12 de dezembro de 2012

Relembre os fatos mais intrigantes e feitos inacreditáveis de 2012.