Frade diz estar arrependido após atropelar homem no interior de SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O frei Gustavo Trindade dos Santos, 37, investigado por atropelar um homem em Santa Cruz do Rio Pardo, no interior de São Paulo, afirmou estar arrependido e pediu orações pela recuperação da vítima, internada na UTI da Santa Casa da cidade.

"A Ordem dos Frades Pregadores (Dominicanos) e a Diocese de Ourinhos lamentam o incidente", diz nota divulgada pela diocese. O frei era pároco da Paróquia São Sebastião, em Santa Cruz do Rio Pardo, e foi afastado da função.

O homem foi atropelado supostamente após ter furtado a paróquia. O caso ocorreu na noite do último sábado (7).

Imagem de uma câmera de monitoramento instalada na avenida Tiradentes flagrou o momento em que a vítima corre pela calçada com alguns objetos nas mãos e, instantes depois, é atingida por um carro branco, que a joga contra um imóvel.

O vídeo ainda revela que o condutor do automóvel engata marcha ré e deixa o local sem prestar socorro.

Segundo a diocese, o religioso está cooperando com as investigações e se colocou à disposição da Justiça. O frade ainda não prestou depoimento à polícia. Ordenado há um ano, ele estava na paróquia há dois meses.

"Nesta semana, em que coincidentemente celebramos a liturgia do Bom Pastor, convidamos todos à reflexão de que, mesmo aquele que guia sua comunidade pela palavra de Deus e por meio do sacerdócio, não está livre de erros e pecados", afirma a nota, assinada pelo frade André Luís Tavares, responsável pela Provincial dos Dominicanos do Brasil, e por dom Eduardo Vieira dos Santos, bispo de Ourinhos.

O padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo de Rua, publicou o vídeo do atropelamento em sua redes sociais e escreveu que "um crime não justifica o outro".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos