Fralda descartável ou de pano? Veja prós e contras de cada opção

·3 min de leitura
Stacks of cloth and disposable diapers on a wooded background
Qual a melhor fralda? Foto: Getty Images

Receber um novo membro na família é geralmente um momento de descobertas para os pais, mesmo para aqueles que já têm outros filhos. Isso por que, com a sociedade em constante mudança, adaptar o mundo e a rotina dos pequenos às boas escolhas que o momento atual oferece também precisa ser feito.

Pensar em opções de acessórios mais sustentáveis, como fraldas de pano, para as famílias que se preocupam com o meio ambiente, também faz parte dessa mudança positiva. “Com o uso de fraldas descartáveis, o bebê usa de 6 a 10 fraldas por dia por cerca de 2 a 3 anos, o que gera um enorme volume de lixo plástico que levará cerca de 450 anos para ser decomposto”, aponta Ana Luíza Diogo, médica pediatra e endocrinopediatra do Hospital Santa Lúcia, de Brasília.

Já para a fralda de pano, a conta é bem diferente: para uma criança, bastam cerca de 16 unidades diurnas e 4 noturnas que serão reutilizadas ao longo dos anos, o que torna o impacto no meio ambiente é significativamente menor. Há também uma questão de economia. Apesar do investimento ser maior no início, já que a fralda de pano tem um valor mais alto, o gasto acaba compensando por serem poucas unidades.

Outro ponto, de acordo com a médica, são os benefícios para a pele do bebê, já que o uso de fraldas descartáveis é frequentemente associado com “dermatite de fralda” (área da pele, geralmente nas nádegas, inflamada e muito vermelha). Isso ocorre pelo contato prolongado com material sintético, enquanto na fralda de pano o contato é somente com tecido.

“Por último, a fralda de pano tem como benefício facilitar a percepção da criança em relação ao processo de desfralde, já que ela percebe mais facilmente quando estiver molhada ou suja”, explica Ana Luíza Diogo.

Mas nem sempre a versão de pano é a ideal para todas as pessoas. “Cada família tem que usar o que é melhor para si. Se não tem paciência, não tem tempo para limpeza adequada, vai esquecer de trocar os forros... É melhor não ter”, diz o médico pediatra e neonatologista Nelson Douglas Ejzenbaum, membro da Academia Americana de Pediatria, que compartilha que, apesar do alerta, é fã das fraldas mais ecológicas.

Uma das principais vantagens da fralda descartável é a praticidade. “Não é preciso se preocupar com a lavagem ou tempo de secagem. É uma aliada ainda maior em viagens, já que lavar roupas nem sempre é possível”, diz a médica de Brasília.

Além disso, aponta ela, para bebês recém-nascidos, a fralda descartável tem um volume menor, que se ajusta melhor em corpos bem pequenos, já que em geral a fralda de pano tem tamanho único com botões de ajuste para cada faixa etária.

Como deixar ambas as opções seguras e higiênicas

Independente de a fralda ser descartável ou de pano, o mais importante é que seja frequentemente trocada para evitar que a pele fique em contato com urina e fezes. No caso de fezes, o ideal é trocar sempre que a criança fizer e não esperar6.

“Entre as trocas de fralda, o ideal é lavar a pele com água, para retirar qualquer sujidade e evitar a dermatite de fraldas. Se não for possível lavar a pele, o uso de algodão com água é preferível ao uso de lenços umedecidos, pois os lenços contêm uma série de produtos químicos que podem irritar a pele e facilitar a ocorrência de dermatite”, alerta a médica.

O pai ou responsável também precisa lavar as mãos com água e sabão antes e após cada troca. Antes para proteger a pele do bebê e após para prevenir a transmissão de doenças infecciosas.

Com relação à fralda de pano, ainda é preciso ter atenção com o processo de lavagem das fraldas, garantindo que toda fezes e urina foram retiradas no processo de lavagem, assim como qualquer vestígio de sabão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos