França, Alemanha e Espanha concordam com próxima fase de desenvolvimento de novo caça, dizem fontes

Jato Rafale da Força Aérea Grega

Por Sabine Siebold e Michel Rose

BERLIM/PARIS (Reuters) - França, Alemanha e Espanha chegaram a um acordo sobre o início da próxima fase de desenvolvimento de um novo caça a jato batizado de FCAS, o maior projeto de defesa da Europa com um custo estimado de mais de 100 bilhões de euros, disseram duas fontes à Reuters nesta sexta-feira.

Os três países e suas respectivas indústrias fecharam um acordo, disse uma fonte de defesa que falou sob condição de anonimato e não deu detalhes.

Uma fonte do governo francês também confirmou que as indústrias, vistas como os principais obstáculos no caminho para um entendimento recentemente, chegaram a um acordo para passar para a próxima fase do projeto do avião de guerra.

De acordo com informações anteriores, a próxima fase de desenvolvimento do Futuro Sistema Aéreo de Combate (FCAS, na sigla em inglês) deverá custar cerca de 3,5 bilhões de euros, a serem divididos igualmente pelos três países.

A Dassault, da França, Airbus e Indra --as duas últimas representando a Alemanha e a Espanha, respectivamente-- estão envolvidas no esquema para começar a substituir o Rafale francês e os Eurofighters alemães e espanhóis a partir de 2040.

O presidente francês, Emmanuel Macron, e a então chanceler alemã, Angela Merkel, anunciaram pela primeira vez os planos em julho de 2017 para o FCAS, que incluirá um caça a jato e uma variedade de armas associadas, incluindo drones.