França apoia proposta de Lula para COP na Amazônia

O presidente francês, Emmanuel Macron, expressou apoio nesta quinta-feira à proposta do presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, para organizar na Amazônia a conferência da ONU sobre o clima de 2025.

"Gostaria muito de ter uma COP na Amazônia, assim apoio plenamente esta iniciativa do presidente Lula", afirmou durante uma viagem a Bangcoc para a reunião de cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC).

"Apoio a volta do Brasil a uma estratégia amazônica. Nós precisamos", acrescentou Macron.

Lula, que assumirá a presidência do Brasil em 1º de janeiro de 2023, expressou na quarta-feira no Egito o desejo de organizar a COP30 na Amazônia, uma região essencial para o equilíbrio do clima e da biodiversidade mundial.

Lula desembarcou na terça-feira na cidade egípcia de Sharm el Sheilh para participar na COP27.

O Brasil havia sido escolhido para sediar a COP em 2019, mas desistiu após a eleição de Jair Bolsonaro como presidente no fim de 2018.

"A França é uma potência do Indo-Pacífico e uma potência amazônica. A maior fronteira externa da França e da Europa é a fronteira da nossa Guiana com o Brasil", lembrou Macron.

A recente vitória de Lula parece abrir caminho para uma aproximação entre Paris e Brasília. As relações de Macron com Bolsonaro foram muito ruins.

A França considera o Brasil um "sócio essencial na América Latina", afirmou na terça-feira a secretária de Estado para a Europa, Laurence Boone, ao anunciar uma nova estratégia para os próximos meses.

vl-ah/pz/zm/mis/fp