França aponta dedo a adeptos do Liverpool

França aponta dedo a adeptos do Liverpool

Uma verdadeira confusão instalou-se antes do início do jogo da final da Liga dos Campeões, entre o Liverpool e o Real Madrid, no passado sábado, no Stade de France, em Paris.

O jogo acabou por começar com mais de meia hora de atraso. O motivo: uma "fraude maciça de bilhetes" por parte dos adeptos do Liverpool, segundo o ministro do interior francês, Gérald Darminan, que defendeu a ação da polícia naquela noite, que recorreu a gás pimenta para apaziguar a confusão. O governante reiterou esta postura após uma reunião, esta segunda-feira, com a ministra do Desporto, as autoridades locais e a polícia.

Gérald Darminan reiterou o facto das decisões tomadas naquela noite terem "evitado uma morte e ferimentos graves".

Entender o que esteve na origem desta "fraude de bilhetes" é um dos grandes objetivos do executivo francês, de acordo com Amélie Oudéa-Castera, ministra do Desporto francesa.

França já pediu mesmo à UEFA que se faça uma investigação completa sobre o que aconteceu nas portas do estádio. Já Inglaterra pede que exista um inquérito ao tratamento que foi dado aos adeptos do Liverpool, que descreveu como sendo "perturbador e decepcionante".

Apesar dos conflitos iniciais, os fãs do Real Madrid acabaram por fazer a festa no final da partida, com o clube espanhol a conquistar a 14ª Taça dos Campeões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos