Kuczynski convocará todos os líderes políticos para reconstrução peruana

Lima, 1 abr (EFE).- O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, anunciou neste sábado que convocará todos os líderes dos partidos políticos do país para a elaboração de um plano de reconstrução das regiões afetadas pelas intensas chuvas e inundações.

O governante declarou à emissora "RPP Noticias" que ainda não fez a convocação porque o fenômeno do "El Niño litorâneo" não terminou e ainda são estudados os danos que deixará.

"Este fenômeno ainda não terminou, tomara acabe em 15 dias, mas não podemos estar seguros. Enquanto isso, estamos apontando o lápis para calcular, há todos os tipos de números que geram pânico, mas acredito que o Peru está em boa situação financeira para enfrentar isto", ressaltou.

Kuczynski disse que a proposta visa criar um plano que tenha concordância e esteja devidamente financiado, para depois apresentá-lo ao Congresso e à população.

De acordo com o presidente, "esta circunstância trágica" deve servir para "estabelecer as bases de um crescimento mais ordenado nas cidades" no país, onde os habitantes não vivam perto dos leitos dos rios, tenham propriedades e acesso ao serviço de água potável.

"Não só é reconstrução, é construção também", indicou.

O Peru enfrenta desde dezembro uma emergência climática causada pelo atípico fenômeno do "El Niño litorâneo", que se manifesta quando o aquecimento das águas do litoral gera intensas chuvas, o que provoca diversas inundações, principalmente no norte e no centro, inclusive Lima.

As chuvas e inundações no país deixaram, até o momento, 101 mortos, 19 desaparecidos e 353 feridos, segundo o último balanço do Centro de Operações de Emergência Nacional (COEN).

As inundações também destruíram 48 escolas e 13 centros de saúde, além de mais de 2,5 mil quilômetros de estradas, 258 pontes, 4,4 mil quilômetros de canais de irrigação e mais de 19 mil hectares de cultivos. EFE