França: cirurgião tenta vender radiografia de vítima de atentado no Bataclan

·1 min de leitura

A APHP, rede de saúde que reúne e gerencia os hospitais públicos de Paris, vai entrar na Justiça contra um cirurgião que tentou vender a radiografia de uma jovem ferida no Bataclan, um dos locais atacados por terroristas nos atentados de 13 de novembro de 2015.

A revelação foi feita neste sábado (22) no site do jornal Mediapart. A decisão de processar o renomado cirurgião ortopédico Emmanuel Masmejean foi anunciada pelo diretor dos hospitais parisienses, Martin Hirsch, em um post publicado no Twitter.

Em outra mensagem, desta vez enviada aos funcionários, ele denuncia um “ato escandaloso cometido por um cirurgião, professor de universidade, e médico do hospital europeu Georges Pompidou". "Ficamos a par através da imprensa”, diz Hirsch.

O diretor dos hospitais públicos parisienses classificou o comportamento de “odioso”, “contrário à deontologia” e questiona a quebra do sigilo médico, “que fere os valores da APHP e do serviço público”. Além de atacar o especialista na justiça comum, ele também pretende denunciá-lo ao Conselho Federal de Medicina francês.

De acordo com a reportagem publicada no jornal Mediapart, o cirurgião tentou leiloar a radiografia no site OpenSea, especializado na venda de objetos “NFT”. A tecnologia é definida como um criptoativo digital que pode ser comercializado e utiliza códigos numéricos que permitem sua transferência, mas não sua reprodução.

A radiografia foi feita durante o atendimento de uma sobrevivente do ataque à casa de shows Bataclan. A paciente foi operada pelo cirurgião francês.

Associação reage a escândalo


Leia mais

Leia também:
Homenagens no fim de semana lembram vítimas dos atentados de 13 de novembro em Paris
Justiça francesa interroga principal réu dos ataques terroristas de 13 de novembro em Paris
Ex-presidente François Hollande testemunha no julgamento dos atentados de 13 de novembro de 2015 em Paris

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos