França e a Arábia Saudita prometem cerca de R$ 150 milhões em ajuda ao Líbano

·1 min de leitura

A França e a Arábia Saudita anunciaram nesta terça-feira (26) um fundo de desenvolvimento conjunto para o Líbano, que está enfrentando sua pior crise econômica da história, comprometendo-se inicialmente a contribuir com US$ 30 milhões [cerca de R$ 150 milhões] para apoiar a segurança alimentar e o setor de saúde libanês.

O anúncio, feito pela embaixada da França em uma declaração oficial, vem na esteira de um aquecimento das relações entre o Líbano e a Arábia Saudita, cujo embaixador retornou a Beirute no início deste mês após uma ausência de cinco meses causada por uma disputa diplomática.

Até então, Riad havia sido um dos principais doadores do Líbano, fornecendo generosa ajuda aos políticos e para o desenvolvimento e reconstrução do país, além de apoiar o grupo sunita nas eleições legislativas previstas para acontecer em 15 de maio.

Mas as autoridades sauditas consideraram o retorno dos investimentos do reino insuficiente, com o pano de fundo da crescente influência do Irã, o grande rival regional da Arábia Saudita no Líbano, um dos principais financiadores do grupo Hezbollah, uma das atuais forças políticas de peso no país.

(Com informações da Reuters)


Leia mais

Leia também:
Líbano: dois anos após a explosão popular, protesto perde fôlego na rua
39 libaneses aproveitam escala de voo na Espanha para pedir asilo
No Líbano, até crianças pedem ajuda por telefone à linha de prevenção ao suicídio

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos